Fonte: Unsplash

Os livros são essenciais na vida de qualquer pessoa, e criar a rotina de leitura é algo que pode transformar a mente de um jovem ou de um adulto. O tradicional Prêmio Jabuti, que existe desde 1959, é um evento que valoriza as produções nacionais e que pode servir como biblioteca para quem busca clássicos da literatura. Recentemente, os organizadores do evento decidiram abrir mais espaço para as obras de ficção voltadas para o entretenimento. Assim, em 2020, o escritor Raphael Montes, com o livro Uma Mulher no Escuro, foi o primeiro vencedor da categoria Romance de Entretenimento.

Segundo o site oficial da premiação, essa nova categoria se encaixa no eixo literatura, e tem como foco as obras de ficção. Qualquer livro em prosa, cujo enredo possui personagens em um espaço-tempo, pode ser indicado para a categoria. Dessa forma, o júri oficial da premiação pode avaliar a qualidade do enredo, com um foco maior no conteúdo e na trama de toda a história. Ou seja, serão premiados os livros que possuem como foco principal entreter o leitor, e não necessariamente ser algo de requinte artístico.

A edição do ano passado foi a primeira que teve essa categoria, e o escritor Raphael Montes saiu como o premiado da noite. O livro Uma Mulher no Escuro ganhou como melhor romance de entretenimento, e a estreia dessa nova categoria foi considerada um sucesso e deve se repetir nos próximos anos. Com uma história envolvente, o thriller psicológico de Raphael Montes venceu por conseguir unir romance e suspense em uma narrativa fluída e de fácil leitura. Duas características que são essenciais em um livro de ficção.

Essa novidade no Prêmio Jabuti merece ser valorizada, e serve de incentivo para novos autores brasileiros. Os romances de entretenimento possuem um grande apelo com o público, e costumam ser leituras fáceis para toda categoria de leitor, seja alguém experiente ou um principiante. Como Vanelli Doratioto comentou em coluna por aqui, o livro é um excelente objeto para deixarmos as distrações de lado e olharmos melhor para nós mesmos. Isso acontece com qualquer obra, seja um romance clássico de Fiódor Dostoiévski ou um romance de entretenimento premiado.
Romance não apenas nos livros

O romance não é uma temática que está apenas nas obras literárias, apesar da grande tradição que os livros possuem nesse quesito. Recentemente, com o crescimento do entretenimento digital, as histórias de ficção ganharam espaço nas mídias digitais e começaram a ficar ainda mais abrangentes. Por exemplo, a tendência atual é que mais livros se transformem em séries e filmes nas mãos das grandes produtoras de conteúdo audiovisual.

Isso tem acontecido de forma constante nos serviços de streaming, seja na tradicional Netflix ou na inovadora Disney Plus. As duas plataformas investem no lançamento de produções originais que possuem como foco histórias de romances, seja de livros clássicos ou até mesmo de contos populares. Algo semelhante acontece também com os jogos de apostas nos sites de cassinos online. Além de oferecerem mesas de pôquer, roleta e blackjack, essas plataformas também contam com slots machines grátis com a temática de romance. É o caso das caça-niqueis Swinging Sweethearts e Starlight Kiss, que aparecem entre os jogos mais bem-avaliados de cassinos online. Isso faz com que o romance sirva como tema de entretenimento até para os fãs de apostas.

Esses exemplos explicam um pouco a mudança que o Prêmio Jabuti realizou com a nova categoria. O principal objetivo dos organizadores é manter o evento atualizado no assunto entretenimento. Com uma categoria mais voltada para a diversão nos livros, a premiação tenta mostrar que essas obras podem nos divertir da mesma forma que os jogos de apostas e as séries via streaming. Afinal, todas essas são atividades que o principal objetivo é o lazer.
Premiação sempre atualizada

O Prêmio Jabuti pode ter 60 anos de história, mas continua bastante atual. A nova categoria criada não é uma grande novidade, pois os organizadores costumam buscar formas de manter a premiação sempre de encontro com o mercado literário. Por exemplo, a categoria Histórias em Quadrinhos entrou para a premiação e é um sucesso entre os autores e o público. No ano passado, o vencedor foi Silvestre, que é uma HQ escrita por Wagner Willian Menezes de Araújo.

Outras categorias, como Infantil, Juvenil e Poesia, continuam com espaço importante na premiação. Isso mostra que mesmo com novas formas de leitura, as mais tradicionais não perdem importância. A premiação sabe abrir portas para novidades e, em simultâneo, mantém a premiação para clássicos da literatura. Essa é uma forma de incentivar a leitura de livros, que é uma tarefa importante para qualquer pessoa.

Livros de romance de entretenimento podem parecer algo simples, porém é uma categoria tão importante como qualquer outra. As histórias escritas em narrativas podem ajudar as pessoas na leitura, e fazer com que a saúde mental seja algo ainda mais presente nos brasileiros. A literatura é uma atividade com muitos benefícios, e incentivá-la é cuidar do próximo de uma maneira bastante carinhosa.

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui