Jovem pede demissão no primeiro dia de trabalho depois de ser obrigada a trabalhar 8 horas

Essa jovem de 20 anos fez um vídeo que teve grande repercussão nas redes sociais. Ela contou que abandonou seu novo emprego após apenas algumas horas, devido a uma condição com a qual não concordava: a exigência de trabalhar 8 horas seguidas sem pausas.

Ela havia sido contratada como vendedora em uma loja em período integral, recebendo um salário mínimo. “Não era uma remuneração muito alta, mas aceitei o trabalho. Quando cheguei ao local, uma senhora me recebeu com muita simpatia e começou a me treinar, mostrando como gerir a loja e desligar o alarme”, contou a jovem.

asomadetodosafetos.com - Jovem pede demissão no primeiro dia de trabalho depois de ser obrigada a trabalhar 8 horas
Foto: Reprodução/Redes Sociais @croissantwoman

No entanto, suas responsabilidades não se limitavam apenas a essas tarefas. Ela também foi designada a operar o caixa, checar e-mails e cuidar das remessas dos produtos comprados online, entre outras atribuições.

Ao questionar o gerente sobre as demais tarefas, recebeu a confirmação. “Se fossem apenas essas tarefas extras, não seria um problema para mim. Porém, me pagavam apenas o salário mínimo, quando o certo seria receber pelo menos um ou dois dólares a mais por hora para realizar todas essas atividades adicionais”, explicou.

asomadetodosafetos.com - Jovem pede demissão no primeiro dia de trabalho depois de ser obrigada a trabalhar 8 horas
Foto: Reprodução/Redes Sociais @croissantwoman

O ponto crucial que a levou a tomar a decisão de demitir-se foi a impossibilidade de fazer pausas durante o expediente, tanto para ela quanto para os demais funcionários. Essa falta de intervalos para descanso foi o estopim para sua decisão.

“Eu não sou do tipo que desiste facilmente, mas no momento em que estava no carro, pensei: ‘Não quero voltar lá nunca mais’. Não é que eu não tenha gostado da empresa (…), aliás, todas as pessoas que conheci lá foram muito simpáticas, mas como poderiam esperar isso de mim? Era simplesmente demais receber apenas um salário mínimo”, desabafou.

Diante dessas condições injustas, a jovem recusou-se a trabalhar e aceitar um salário tão baixo. Nos comentários da publicação, muitas pessoas criticaram a jovem e a colocaram num local de privilégio, já outras apoiaram a sua decisão de ter pedido demissão.

@croissantwoman♬ original sound – Ur mom

Com informações de UPSOCL



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

8 COMENTÁRIOS

  1. Seja lá que fez a tradução , fez completamente errada….. Qual foi a intenção dessa postagem , essa garota deveria processar vocês por falsa informação e até mesmo calúnia.

  2. Certíssima!! Ninguém e remunerado por acúmulo de tarefas e isso o faz ser explorado cada vez mas hora extra nem pensar! Somos escravizado até não suportar mas por exaustão.
    Digo isso por experiência própria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui