Crianças de todas as idades estão gastando cada vez mais tempo online. Embora a internet possa fornecer uma riqueza de oportunidades educacionais, ela também os expõe a diferentes tipos de perigos. Os pais precisam estar cientes desses riscos que seus filhos podem enfrentar enquanto estão na Internet, para que possam tomar medidas para proteger sua privacidade e segurança.

Alguns perigos comuns da Internet para crianças incluem cyberbullying, predadores online, conteúdo impróprio, compartilhamento excessivo nas mídias sociais e malware. Cyberbullying é quando alguém usa a internet para assediar ou ameaçar intencionalmente outra pessoa. Predadores online são adultos que usam a internet para tentar atrair crianças para encontrá-los pessoalmente.

Conteúdo impróprio a um clique de distância

O conteúdo impróprio pode incluir qualquer coisa, desde palavrões até pornografia.

Nos últimos anos, um novo tipo de conteúdo vem se espalhando na web: o jogo online. Cada vez mais os sites de apostas investem em publicidade para se afirmarem como os melhores cassinos online. Crianças e jovens são naturalmente atraídos por jogos, por isso é importante estar atento a esse tipo de conteúdo.

Esteja ciente de seus métodos de pagamento

A internet pode ser um risco tanto para crianças e jovens quanto para seus pais. Se você compartilhar seu computador com seus filhos, evite salvar os detalhes do seu cartão de crédito ou conta do PayPal para minimizar o risco de uso indevido. Seus filhos podem aproveitar seus dados para fazer compras online sem o seu conhecimento ou se aventurar em cassinos online que aceitam PayPal.

Se outras pessoas puderem acessar seu computador, proteja seus métodos de pagamento com dupla autenticação sempre que possível.

Compartilhamento em excesso

O compartilhamento excessivo nas mídias sociais ocorre quando as crianças revelam muitas informações pessoais, como endereço ou número de telefone, que podem ser usadas por predadores para localizá-las. Finalmente, o malware é um software malicioso que pode infetar o computador de uma criança sem seu conhecimento e roubar informações importantes, como senhas ou números de cartão de crédito.

Os pais precisam conversar com seus filhos sobre esses riscos e adotar medidas para evitar que eles aconteçam. Incentivar seu filho a usar a Internet apenas sob sua supervisão e definir o controle dos pais em todos os dispositivos são duas maneiras de proteger seus filhos online. Também é importante que os pais estejam cientes de quais sites e aplicativos seus filhos estão usando para que possam monitorar o conteúdo ao qual estão expostos. Ensinar seus filhos sobre segurança na Internet e garantir que eles entendam os riscos de compartilhar demais ou se comunicar com estranhos pode ajudá-los a se manterem seguros online.

Existe uma idade mínima recomendada para permitir que as crianças entrem nas redes sociais?

A idade mínima recomendada para permitir que crianças usem redes sociais, como Instagram ou Facebook, é de 13 anos. Isso é aplicado pelo Contrato de Termos de Uso do Instagram, por exemplo, que afirma que indivíduos com menos de 13 anos não podem criar uma conta ou acessar ou usar o Serviço. Além disso, muitos especialistas em segurança online sugerem 12-13 como uma idade segura para as crianças começarem a usar plataformas de mídia social.

Embora seja geralmente aceito que a idade apropriada para uma criança começar a usar a mídia social seja de pelo menos 13 anos, os pais devem considerar seus próprios valores familiares ao decidir se e quando permitir que seus filhos usem o Instagram. Os pais precisam ter certeza de que entendem como seus filhos usarão as mídias sociais e discutir os riscos potenciais mencionados anteriormente (cyberbullying, predadores online, compartilhamento excessivo, …). Os pais também devem equipar seus filhos com as habilidades necessárias para se manterem seguros online, como criar senhas fortes e não compartilhar muitas informações pessoais.

Em última análise, os pais são responsáveis por estabelecer limites apropriados sobre quando e como seus filhos usam o Instagram que funciona para sua família. Com supervisão e orientação dos pais durante esse período de exploração das mídias sociais, as crianças podem aprender a ser cidadãos digitais responsáveis desde cedo.

Comunicação clara é a chave

Ao estarem cientes dos riscos potenciais que seus filhos podem enfrentar ao usar a Internet, os pais podem tomar medidas para proteger sua privacidade e segurança. Manter uma comunicação aberta com seu filho é fundamental para ajudá-lo a navegar com segurança no mundo digital em constante mudança. Com educação e conscientização, os pais podem garantir que seus filhos aproveitem todos os benefícios do uso da Internet sem se preocupar com nenhum de seus perigos potenciais.

***

Imagem de capa: foto de Ahmed Hindawi em unsplash.com

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui