Pamela Andrade é uma jovem de 23 anos que, depois de fazer um procedimento estético nos lábios, teve uma reação intensa e acabou descobrindo que sofria de uma doença rara.

Depois de fazer um preenchimento labial, a região de sua face ficou tão inchada que, quando divulgou o alerta em suas redes sociais, algumas pessoas acreditaram que se tratava de uma montagem.

Foto: Arquivo Pessoal Pamela Andrade

Mesmo recebendo medicação, o inchaço não passou por completo e Pamela só voltou a ter o rosto “normal” depois de quase oito dias. “É normal inchar, mas não daquele jeito. Me levaram ao hospital, tiraram fotos e nunca tinha acontecido nada daquela forma. Fiquei tomando soro e cheguei a ouvir do médico que era alergia ao ácido hialurônico. Tomei um antialérgico e fiquei esperando”, conta.

Depois de um exame com resultado inconclusivo, ela precisou refazer o teste e descobriu que sofre com angioedema hereditário, uma doença genética rara. Seus pais não sofrem da condição mas ela acredita que herdou da tia, que também sofria com inchaços quando era viva.

Foto: Arquivo Pessoal Pamela Andrade

A jovem desde sempre sofreu de reações do tipo, mas constantemente tinha sua condição negligenciada pelos médicos e sempre atribuída a alimentos e alergias. Ela conta que uma vez, ao comer pipoca com bacon, seu rosto e mãos ficaram bem inchados e ela relacionou a alteração à comida.

Pamela teve seus primeiros sinais na adolescência e, aos 17 anos e chegou a ir para o hospital. “Uma vez ficou bem feia a alergia, mas sempre foi tratada como algo alimentar. Aplicavam corticoide, mas não dava resultado”, relembra.

Foto: Arquivo Pessoal Pamela Andrade

A jovem contou sua história nas redes sociais para servir de alerta para outras pessoas que possam sofrer do mesmo problema e não estão cientes. A doença genética é rara e acomete 1 em cada 50 mil pessoas, sendo os principais sintomas ataques de inchaços deformantes.

“Acomete principalmente o rosto, mas também pode atingir as extremidades como mãos e pés, deixando-os bem assimétricos. Pode ainda atacar a genital e pegar a via respiratória como língua, laringe e provocar um edema de glote. Também pode ter edemas nas alças intestinais, provocando dores abdominais”, explica Marcelo Aun, professor de Imunologia da Graduação em Medicina da Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein.

Com informações de Yahoo

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui