Esse caso aconteceu na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, com um garotinho de 2 anos que, acidentalmente acabou atirando em si mesmo. Segundo as autoridades do estado, o menino encontrou uma arma carregada na caminhonete do pai.

Warren Bennet foi encontrado na casa em que morava, em West Watson Road e estava com um ferimento de bala na cabeça. O acidente aconteceu no dia 15 de outubro.

Foto: Reprodução/Dignity Memorial

“Warren Bennett era uma criança feliz, de espírito livre, que amava profundamente todos na vida. Embora a sua vida tenha sido breve, seu espírito e sua memória vivem na sua família e entre os amigos”, diz um obituário on-line feito pela família.

A porta do veículo onde estava aberta e a arma, no banco da frente. O modelo era Smith & Wesson calibre 40, de acordo com o Ministério Público de Johnson City.

Warren Tyler Oser, o pai da criança, será acusado de não armazenar adequadamente e com segurança a arma de fogo longe de menores. A Promotoria Pública cuida do caso.

“Não se trata de propriedade legítima de armas. Trata-se da responsabilidade dos proprietários de armas de proteger os menores, garantindo que todas as armas sejam mantidas em segurança longe das crianças”, disse a promotora distrital do condado, Susan Doyle.

Tanto Tyler quanto a mãe do menino estavam em casa na hora da tragédia. O menino chegou a ser levado às pressas para o Johnson Medical Center Clayton, onde acabou falecendo horas depois devido ao grave ferimento.

“Meu coração está com os pais que choram a perda de seu filho. Essas tragédias são 100% evitáveis, armazenando com segurança todas as armas longe de crianças menores, conforme exigido por lei”, acrescenta Doyle.

Com informações de Extra

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui