Esse grupo de alunas do Sesi de Gravataí, no Rio Grande do Sul, desenvolveu um copo que pode ser muito útil na vida de muitas pessoas, principalmente de mulheres.

Elas adicionaram um reagente químico no recipiente que é capaz de identificar a presença de ácido gama-hidroxibutírico (GHB), conhecido popularmente como o “Boa noite Cinderela”. A droga é muito utilizada por criminosos, para dopar vítimas.

Foto: Sesi Gravataí

Natally Souza, de 16 anos, Giovanna Freitas, Giovanna Moraes e Nicolli Marques, de 17, foram as responsáveis pela criação e contaram que estão preocupadas com a quantidade de casos de violência contra a mulher, principalmente os que envolviam a substância.

O copo possui um reagente químico que ao entrar em contato com a droga, faz com que o recipiente mude de cor imediatamente, para um tom avermelhado. O objetivo é alertar sobre o envenenamento.

“É muito incrível essa repercussão que o nosso projeto está tendo, porque é algo que vai ajudar muito uma questão social, uma questão gigantesca, que é algo que vemos que acontece muito no nosso dia a dia”, comentou Natally, em vídeo publicado pelo Sesi.

“E também de podermos incentivar outras pessoas, mostrarmos que é possível as mulheres participarem da ciência”, adicionou Nicolli.

A invenção ainda está em fase de testes e as meninas almejam concluir a criação do copo no ano que vem. Com uma bolsa de estudos de Jovem Cientista, proporcionada pelo Sesi, elas ainda consideram a possibilidade de tornar o objeto reutilizável, para ser ainda mais compensatório aos usuários.

Com informações de Yahoo

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui