Por Helen Mavichian*

Escolher a escola, o berçário ou a creche ideal para os nossos filhos pequenos envolve uma série de fatores. Por isso, no momento da tomada de decisão, embora os instintos maternais e paternais falem mais alto, é bom levar em consideração alguns critérios para garantir que a instituição escolhida seja de fato a melhor opção.

Para começar, é importante fazer uma seleção de escolas e agendar uma visita presencial com cada uma para conhecer o orientador pedagógico do espaço onde seu filho passará muitas horas por dia. Na sequência, faça uma lista dos pontos de atenção que são importantes para fazer sua escolha e que não podem deixar de ser verificados durante a visita.

Esses pontos são questões pessoais e, muitas vezes, regidos por emoções. É natural que seja assim, pois estamos falando de confiar as pessoas que mais amamos no mundo a uma instituição! Porém, há cinco pontos de atenção que são essenciais no momento de escolher a melhor escola ou creche para nossos filhos. Eles envolvem elementos que precisam ser observados e estar presentes na conversa com o orientador.

Conheça quais são esses cinco pontos de atenção:

1 – Ambiente escolar – Se possível, procure conhecer todas as áreas internas e externas da escola pessoalmente. Olhe criteriosamente as salas e os espaços de brincar. Veja se os locais são adequados para a faixa etária de crianças que a escola se propõe a atender como, por exemplo, se as pias e os vasos sanitários no banheiro estão adaptados para os pequenos. Observe se há áreas para um banho de sol, algo tão importante nessa fase de crescimento. E não permita que o passeio seja apressado por quem o conduz! Leve o tempo que precisar para observar cada ambiente.

2 – Segurança – Outro ponto crucial que devemos prezar e observar com bastante atenção é a segurança. É muito importante prestar atenção não somente à presença de câmeras, sensores, porteiros e controle de entrada e saída de pessoas. Verifique também se há a existência de extintores, saídas de emergência e planos de evacuação, em caso de incêndio. Caso necessário pergunte, também, se a escola tem o alvará de funcionamento do corpo de bombeiros.

3 – Pedagogia – Procure conhecer a linha pedagógica da instituição. Faça uma pesquisa prévia sobre as metodologias de ensino de cada uma das escolas que listou. E, na reunião com o representante pedagógico, busque perguntar quais conteúdos que seu filho irá aprender, como a escola estimula o processo de aprendizado das crianças, quais são os tipos de atividades oferecidas ao longo do dia e como o tempo dedicado às brincadeiras é aproveitado. Existem escolas que também fazem um acompanhamento psicológico das turmas para garantir que tudo esteja fluindo adequadamente, principalmente na fase inicial de adaptação de novos alunos.

4 – Estímulos de desenvolvimento – As atividades oferecidas às crianças também dizem muito sobre como a escola se compromete a estimular as crianças. Em geral, são ofertadas aulas de artes plásticas, música, educação física, além das tradicionais, que são cruciais para o desenvolvimento das habilidades como motricidade, elementos da matemática e momentos de leitura. Algumas instituições vão além e oferecem aos seus alunos outras práticas lúdicas como horta, culinária, teatro, línguas, ballet e artes marciais. Se o seu filho irá ficar na escola em período integral, checar este ponto é ainda mais importante para que o tempo seja bem aproveitado.

5 – Comunicação – Por fim, é crucial verificar como a escola se comunica com os pais. Geralmente, a própria instituição disponibiliza uma agenda na qual diariamente são marcadas observações básicas de alimentação, higiene e desenvolvimento. Há também instituições que adotam aplicativos para celular para agilizar a comunicação.

Além desses pontos, não deixe de verificar se o horário de funcionamento da escola atende às suas expectativas. E, após a conversa, se restar alguma dúvida, entre em contato novamente. Existem escolas que permitem levar a criança em uma segunda visita para ver como ela se sente no espaço. Pode ser uma experiência bacana também, afinal, é a maior interessada na escolha. Boa sorte!

***

* Helen Mavichian é psicoterapeuta especializada em crianças e adolescentes e Mestre em Distúrbios do Desenvolvimento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. É graduada em Psicologia, com especialização em Psicopedagogia. Pesquisadora do Laboratório de Neurociência Cognitiva e Social, da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Possui experiência na área de Psicologia, com ênfase em neuropsicologia e avaliação de leitura e escrita. Mais informações em https://helenpsicologa.com.br/

***

Photo by Carl Jorgensen on Unsplash

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui