Fafá de Belém foi uma das artistas que mais inspirou as internautas com sua mudança de visual para os cabelos grisalhos. Aproveitando a situação da pandemia, ela decidiu parar de pintá-los e aderir ao penteado novo aos seus 64 anos, na época.

Em uma entrevista para a Globo ela revelou que há tempos pensava em deixar o grisalho tomar conta mas, por pura pressão estética, adiou a decisão.

Foto: Reprodução Instagram

“Há três anos queria assumir, mas vinha assessora, amigo, todos falando ‘ah, vai envelhecer’. Mas eu não ligo para isso. Tenho 64 anos, nunca me preocupei em esconder a idade”, diz.

Além disso, Fafá conta que mudou a opinião de muita gente à sua volta por estar certa da decisão. A cantora nunca foi frequentadora adicta de salões de beleza e sempre priorizou a liberdade e conforto.

“A minha cabeleireira, a Elza Pontes, do Rio de Janeiro, achou uma tinta que não agredia tanto a minha raiz. É uma espanhola, então eu ia a Portugal e trazia tudo. Ela fazia as misturas todas. Meu cabelo nunca foi de uma cor só, sempre teve uma tonalidade bem natural, mas a cada 7 ou 10 dias, tinha aquela ‘fita’ branca que me irritava muito”, conta.

Foto: Reprodução Instagram

A transição de verdade aconteceu quando Fafá interpretaria uma uma guru com cabelos brancos. A ideia era que ela usasse uma peruca, mas a artista mesmo deu a ideia de ficar com o próprio cabelo.

“Fiz umas mechas pratas, comecei a usar o xampu roxo, que vai limpando a raiz, e ele foi abrindo. Depois, pedi para Elza trabalhar as pontas para ele ficar harmonioso.”

A pandemia facilitou ainda mais o processo e Fafá assumiu de vez os cabelos brancos. Ela se sente mais bonita do que nunca, mas admite que ainda recebe mensagens negativas por conta da mudança.

Foto: Reprodução Instagram

“Existe o preconceito muito mais de mulheres do que homens. Nas lives, recebo uns ‘pinta esse cabelo’, ‘está parecendo uma bruxa’, ‘uma velha.’ Bicho, uma bruxa, todos nós somos. E envelhecer é o nosso caminho. Eu me acho linda. Acho que me deu uma luz”, reflete.

Elza Pontes, a cabeleireira de Fafá, revela que essa é uma “moda que vai pegar por algum tempo”. Além das mulheres mais velhas, são as mais novas que tem experimentado os fios brancos. “Tem muitas de 30 e 40 anos deixando os cabelos dessa cor”, frisa ela.

 

Com informações de 50 e mais

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui