Esse caso aconteceu na Zona Sul do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (10). Uma senhora sofreu um golpe, aplicado por sua própria filha, com cerca de R$ 725 milhões de prejuízo, correspondentes a valores repassados sob extorsão e roubos de itens valiosos, como joias e obras de arte. Junto da filha, foram presas outras três pessoas.

Alguns dos itens roubados foram recuperados pela polícia, incluindo um quadro de Tarsila do Amaral chamado Sol Poente, que deu o nome da operação. De acordo com a vítima, somente essa obra já vale cerca de R$ 250 milhões. O quadro foi encontrado embaixo da cama de um dos suspeitos.

Foto: Reprodução TV Globo

Além da filha da idosa, seu neto também fez parte do crime. De acordo com a Polícia Civil, a filha elaborou o plano no começo de 2020 e o primeiro passo foi contratar uma mulher que deveria abordar sua mãe na rua para lhe dizer que a morte de sua filha estava próxima.

A contratada teria dito ser vidente e levou a idosa para outras duas pessoas, que se passariam por uma cartomante e uma mãe de santo. As comparsas então sugeriram o pagamento de um trabalho para salvar a filha. Em apenas 15 dias, a idosa transferiu R$ 5 milhões aos golpistas.

Com o passar do tempo, a filha começou a isolar a idosa dentro da própria casa. Pouco depois, a senhora começou a perceber a relação que a filha tinha com os supostos videntes e parou de fazer as transferências. A partir desse momento, a mulher passou a ameaçar a própria mãe, que enfim percebeu que se tratava de um plano.

Foto: Reprodução

Os 16 quadros roubados foram avaliados em um total de R$ 709 milhões, além de joias, no valor de R$ 6 milhões. E, dos R$ 5 milhões pagos pelos falsos trabalhos espirituais, ela ainda transferiu mais R$ 4 milhões sob ameaça.

Apenas três quadros foram recuperados e o restante chegou a ser vendido para o Museu de Arte Latino-Americano (Malba), em Buenos Aires.

Confira as obras que foram roubadas:

O Sono, de Tarsila do Amaral: R$ 300 milhões;
Sol Poente, de Tarsila do Amaral: R$ 250 milhões;
Pont Neuf, de Tarsila do Amaral: R$ 150 milhões;
O Menino, de Alberto Guignard: R$ 2 milhões;
Elevador Social, de Rubens Gerchman: R$ 1,5 milhão
Mascaradas, de Di Cavalcanti: R$ 1,5 milhão;
Maquete Para Meu Espelho, de Antônio Dias: R$ 1,5 milhão;
Aquarela sem título, de Cícero Dias: R$ 1 milhão;
Coruja ao Luar, de Kao Chi-Feng: R$ 1 milhão;
Ela, aquarela, de Cícero Dias: R$ 1 milhão;
Porto de Pesca rem Hong-Kong, de Kao Chien-Fu: R$ 1 milhão;
Mulher na Igreja, de llya Glazunov: R$ 500 mil;
Desenho representando uma paisagem, 1935, de Alberto Guignard: R$ 150 mil;
Église Saint Paul, de Emeric Marcier: R$ 150 mil;
Retrato, de Michel Macreau: R$ 150 mil;
Rue des Rosiers, de Emeric Marcier: R$ 150 mil.

Com informações de Yahoo

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui