Na madrugada desta sexta-feira (5), o ator e humorista Jô Soares faleceu, aos seus 84 anos, depois de passar um tempo com a saúde debilitada. A partida do icônico apresentador chocou o país e teve grande repercussão na mídia, além de emocionar muitos fãs, amigos e familiares do artista.

Foto: Reprodução TV Globo

Muitos famosos publicaram suas homenagens ao artista e contaram momentos únicos e emocionantes que viveram com Jô, como Claudia Raia e até mesmo Neymar, que dedicou um gol ao humorista.

Durante uma entrevista à jornalista Renata Lo Prete, o jornalista e co-autor do livro de memórias do artista, Matinas Suzuki Jr, contou detalhes dos últimos momentos de Jô.

“Quando estava no leito de morte, disse a seguinte frase: ‘Morrer é fácil. Duro é fazer comédia’. Agora, uma das últimas frases que ele falou foi repetir essa frase. E essa frase é muito reveladora do que é o Jô: ‘Viver não é tão importante. O importante é a comédia’. O Jô tinha uma vida maior que a vida”, conta Matinas.

Além disso, Suzuki lamentou a perda do humorista: “A ausência do Jô da cena pública hoje é reveladora de um país que perdeu graça, charme e humanidade”, destacou.

Mas não foi a primeira vez que Jô falou algo tão forte, em março de 2020, o artista concedeu a última entrevista da carreira ao programa “Provoca”, apresentado por Marcelo Tas e durante o bate-papo, revelou estar tranquilo quanto à própria morte.

“Eu não tenho medo da morte. Eu tenho medo… Sempre tive, aliás, de ficar.”

Com informações de Yahoo

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui