Na manhã deste domingo (3), a equipe do Instituto Luisa Mell foi até a famosa mansão abandonada no bairro de Higienópolis. O imóvel ficou famoso depois da repercussão do poscast A Mulher da Casa Abandonada, da Folha de São Paulo.

Foto: Instituto Luisa Mell

A produção vem liderando os acessos do Spotify e a história de Margarida Bonetti é contada pelo jornalista Chico Felliti. A mulher é foragida do FBI e se escondia em uma mansão abandonada na área nobre de São Paulo.

A apuração do caso teve tanta repercussão que acabou reunindo populares em frente à casa, obrigando Margarida a deixar o local.

A mulher acabou deixando para trás suas duas cachorrinhas, que foram resgatadas pelo Instituto Luisa Mell. A ação de resgate foi registrada e publicada nos stories do Instagram oficial do Instituto.

Foto: Instituto Luisa Mell

O delegado e deputado estadual Bruno Lima (PP-SP) é conhecido por apoiar a causa animal e também apoiou a ação. “A casa está não somente insalubre, como com um cheiro terrível. E a dona foi embora! Vamos averiguar a saúde dos animais e entender se há abandono”, dizem as publicações do Instituto de Luisa Mell.

Até o momento, o podcast tem quatro episódios. Margarida, junto de seu marido, mantinha uma empregada doméstica em trabalho análogo à escravidão. O caso veio à público no fim dos anos 1990. O marido de Margarida chegou a ser preso, mas a mulher conseguiu fugir para o Brasil, se escondendo na casa de sua família em Higienópolis.

Com informações de Bola Vip

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui