Lívia Catarina Cerqueira Reschiliani é uma estudante de pedagogia que teve uma surpresa na noite desta terça-feira (5), em Ribeirão Preto (SP). Ela havia pedido comida japonesa através de um aplicativo de delivery, mas percebeu que seu pedido estava demorando muito para chegar.

Assim que fez contato com o restaurante, recebeu uma resposta muito peculiar: o motoboy tinha sido preso no trajeto até sua casa e por isso a comida não tinha chegado.

“Eu mandei mensagem e falaram que já estava chegando. Depois de mais uns 20 minutos, a moça me falou que o cara tinha sido parado e que tinha sido preso.”, contou.

Inconformada com a situação, a jovem printou a conversa com o restaurante e publicou em sua conta do Twitter: “Gente do céu, o Brasil é pra poucos”, escreveu. “Só queria comer”, escreveu em sequência.

Foto: Reprodução/Twitter @li_cerq

No aplicativo, a pessoa responsável pelo restaurante escreveu: “O motoqueiro que estava levando seu pedido foi parado e acabou indo preso. Ainda não sabemos por quê. Seu pedido foi junto pra delegacia”.

A história foi tão esquisita que Lívia chegou a duvidar se seria verdade, suspeitando de um golpe. “A minha primeira reação foi medo de ser golpe. Aí eu perguntei se estava tudo bem e eles me falaram que iam mandar um pedido, que já iam fazer outro e iam mandar. Eu fiquei mais tranquila.”, disse.

Mas, o que ela não esperava era ter tanta repercussão. Seus tweets foram um sucesso e interessaram milhares de internautas.

“Eu postei ontem à noite, achando que ia ser só para os meus amigos, porque eu sigo pouca gente no Twitter. Nunca imaginei a repercussão. Eu achei engraçado. Fiquei com um pouco de medo de o restaurante não gostar. Eu até postei que a comida foi boa. Eu achei que o restaurante foi supercompetente em tudo.”

Foto: Reprodução/Twitter @li_cerq

Mesmo com todos os imprevistos, a estudante afirmou que pretende pedir comida japonesa de novo no restaurante. “Eu achei supergostosa a comida. Eles foram solícitos quando eu precisei ali”, diz.

Os representantes do restaurante em Ribeirão Preto informaram que o homem preso é na verdade o sushiman do estabelecimento, mas no dia do pedido de Lívia precisou saiu para fazer entregas devido à alta demanda.

Eles confirmaram que a prisão ocorreu por falta de pagamento de pensão, mas disseram que não tinham conhecimento sobre o mandado da Justiça contra o sushiman.

 

Com informações de G1

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui