Nikki Robinson é uma norte-americana responsável pelo resgate de um bebê guaxinim, encontrado no meio de uma estrada movimentada. A mulher chegou a procurar diversos centros de resgate para cuidar do animal, que estava muito debilitado, mas não encontrou nenhuma vaga disponível.

Foto: Reprodução Redes Sociais

Sendo assim, ela decidiu que o manteria a salvo a todo custo. Nikki trabalhava em tempo integral e por isso não tinha muito tempo disponível para o bichinho. Então, ela pediu ajuda á sua mãe, Linda.

A profissão de Nikki ajudou para que os cuidados fossem adequados, ela é reabilitadora de vida selvagem e sabia como cuidar de um guaxinim pequeno. A partir daí, ela compartilhou todos os conhecimentos com sua mãe, para que Linda pudesse cuidar do pequeno guaxinim.

Foto: Reprodução Redes Sociais

Com todos os cuidados, a conexão de Linda e do bebê guaxinim começou a ficar cada vez maior. Ao The Dodo, Nikki falou sobre quando tudo começou. “A primeira vez que ela deu mamadeira e ele olhou para ela, ela derreteu, o tratou com muito carinho desde o início, porque eles gostam muito de ser tocados. Então ela criou um vínculo com ele, mesmo sabendo que um dia ele voltaria para a natureza.”

Foto: Reprodução Redes Sociais

O animal foi apelidado de Little Hands (‘Mãos Pequenas’, em tradução livre) e depois de bastante tempo e graças aos cuidados de Nikki e Linda, ele teve condições para voltar à vida selvagem e iniciou-se o processo para reintegrá-lo à natureza.

A libertação foi feita aos poucos e com muito cuidado, afinal, o bichinho precisava reacostumar com os perigos fora de casa. Linda começou a deixá-lo no quintal para que aos poucos, ele encontrasse um caminho para seguir, no entanto, Little Hands ainda estava inseguro e sempre voltava para a casa.

Foto: Reprodução Redes Sociais

O que Linda esperava era que o animal algum dia parasse de voltar. Mas, o guaxinim não esqueceu sua amada família humana e continuou visitando a família todos os dias, para cumprimentar e agradecer por tudo o que fizeram por ele.

Little é recebido com muitos abraços e carinho todos os dias e o seu amor por suas humanas é cada vez maior.

Foto: Reprodução Redes Sociais

“Minha mãe tem um balanço na varanda onde ela se senta, ele literalmente rasteja no balanço para se sentar ao lado dela e para ter seu bumbum e queixo acariciados. Ele recebe o carinho, come e vai embora”, conta Nikki.

Foto: Reprodução Redes Sociais

E o animal não é o único que conta as horas para o encontro, Nikki conta que sua mãe fica do lado de fora todos os dias e o espera. “Ele a visita e ela fica muito feliz. Ele também a ama, porque ela é sua mãe”.

 

Com informações de Fun Life

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui