Isabela Tibcherani, a filha de Paulo Cupertino, demonstrou insatisfação com um comentário do pai ao chefe da Polícia Civil de São Paulo. O homem disse que ela estaria mais feliz, agora, após o assassinato do seu antigo namorado, o ator Rafael Miguel e dos pais dele. Cupertino foi preso nesta segunda-feira (16), quase três depois de seus crimes.

Foto: Reprodução

Osvaldo Nico Gonçalves, o delegado-geral da Polícia Civil contou que, durante o interrogatório no DHPP, Cupertino afirmou que “a filha tá muito mais feliz agora do que no tempo que ela namorava com o rapaz”.

“Ele falou pra mim da filha. Ele falou que a filha tá muito mais feliz agora do que no tempo que ela namorava com o rapaz. Ele falou pra mim isso, agora precisa ver com a filha dele. Ele chegou a falar pra mim que está com a consciência tranquila porque a filha tava muito mais feliz agora do que antes”, declarou o chefe da Polícia Civil.

Após a declaração do pai, Isabela se revoltou e falou um pouco mais sobre sua vivência com os ocorridos: “Me revolta ele dizer que eu estou mais feliz. Porque eu não estou. Eu me reconstruí, amadureci, eu mudei tanto física quanto mentalmente mas felicidade é um termo que ainda não conheço de fato”, disse Tibcherani.

Isabela e Rafael Miguel. Foto: Instagram/Reprodução

“Ter que reviver tudo isso não é fácil, principalmente mediante todos os esforços para desvincular minha imagem de toda essa repercussão negativa, mas é uma notícia que minimamente alivia, mas não resolve muita coisa. É muito bom saber que ele foi preso. É o senso de Justiça. Desejo que ele pague pelo que ele fez”, disse Isabela.

Além disso, ela contou que depois dos crimes cometidos pelo pai, tentou se reerguer diversas vezes, mas não teve sucesso. Comentou também que gostaria de estar trabalhando, mas que as empresas preferem um “distanciamento”.

Sobre o caso

Paulo Cupertino foi preso nesta segunda-feira (16), quase três anos depois de ter assassinado o ator Rafael Miguel e os pais dele. O homem ficou todo esse tempo foragido, mas foi preso em um hotel na Zona Sul de São Paulo.

De acordo com a investigação, a motivação do empresário foi não aceitar o namoro da filha, Isabela Tibcherani, que tinha 18 anos n época, com o ator, de 22 anos na época.

Os crimes aconteceram no dia 9 de junho de 2019, na Zona Sul de São Paulo e foram gravados por câmeras de segurança. O pai de Rafael, João Alcisio Miguel, tinha 52, e a mãe, Miriam Selma Miguel, 50.

Com informações de Catraca Livre

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui