A Rainha Elizabeth, de 95 anos, falou pela primeira vez sobre sua luta contra a Covid-19. A monarca contou que ficou com sequelas depois de ter contraído a doença.

Rainha Elizabeth II - Divulgação credit:Bang Showbiz

As informações foram dadas durante uma ligação por vídeo com  funcionários do hospital Royal London e uma ex-paciente, chamada Asef Hussain, sobrevivente da Covid, mas que perdeu o pai e o irmão para a doença.

“Fico feliz que você esteja melhorando. [O vírus] deixa a pessoa muito cansada e exausta, não é? Essa pandemia horrível. Não é um resultado legal. Mas é ótimo ter a oportunidade de falar com você hoje”, disse ela.

O diagnóstico da Rainha Elizabeth foi anunciado no dia 20 de fevereiro e, embora o Palácio de Buckingham tenha enfatizado que ela estava apresentando apenas sintomas “leves”, todos os compromissos virtuais da monarca foram cancelados.

Depois da doença, também veio à público a informação de que a rainha teria ficado frágil a ponto de não conseguir mais passear com seus amados cães de estimação.

Foto: Reprodução

“Ela não está bem o suficiente [para passear com os cachorros]. A rainha geralmente recorre aos seus amados Corgis em tempos de crise e estresse. Ela os levou para passear quase todos os dias após a morte do príncipe Philip, que faleceu no ano passado. Eles são uma grande fonte de consolo, então é uma pena”, lamentou um funcionário da família real.

 

Com informações de Yahoo

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui