Nesta quinta-feira (07), a apresentadora Chris Flores mostrou indignação ao falar sobre o caso de Givaldo Alves, o ex-mendigo agredido por um personal trainer. Durante o programa “Fofocalizando”, no SBT, Chris deu sua opinião sobre a repercussão da história e criticou a fama de Givaldo, agora influenciador digital.

“Ele disse que, na verdade, quando deu a entrevista, não queria divulgar [o caso], estava contando ali para a reportagem, que isso não ia ser divulgado, era só para relatar o que estava acontecendo, mas divulgaram. Aí ele virou o grande galã, o grande romântico desse país”, comentou Chris, revoltada.

Crédito: Reprodução/SBT

“O que estão fazendo com ele não é dar oportunidade, estão se aproveitando dele. Daqui a pouco, perde a graça e vão descartar novamente, a gente vai ver esse rapaz jogado na rua e ninguém olhando para ele”, continuou.

Além disso, a apresentadora também criticou a opinião popular sobre o caso: “Não tem romantismo nenhum nessa história, é triste. É machismo puro apoiar esse tipo de coisa, aplaudir”.

“É muito triste o que está acontecendo, que a gente entenda que a Justiça precisa agir, que a gente não aplauda esse tipo de coisa e que as pessoas que estavam rindo, que continuam a rir, percebam o que estão fazendo, se coloquem no lugar”, afirmou.

Flores também falou sobre os caminhos tomados por Alves e sobre a nova profissão como influenciador digital. “Quem segue quer ver o quê? Que tipo de situação as pessoas querem ver? Você está seguindo para ajudá-lo? O que você está propondo para esse cara? Alguém pensou em oferecer um emprego formal para ele, um estudo, uma qualificação? Não!”, falou.

Confira o relato de Chris na íntegra: 

Com informações de Catraca Livre

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

2 COMENTÁRIOS

  1. SE TE COLOCAM UMA BARRA DE OURO NA MÃO E DIZEM PEGA Q É SUA POR DEREITO
    VOCE Ñ COMETEU CRIME, ECEITE É SUA!
    SÓ SE FOR UM IDIOTA PARA Ñ ECEITAR
    AINDA MAIS SE FOR UM MORADOR DE RUA SEM TETO.

  2. Ate aqui nessa intervençao da Crhis, não vi em nenhum parágrafo, critica à mulher que traiu o marido, mas somente ao ex-mendigo, que ao que consta, não cometeu um estupro e sim teve uma relaçao sexual consentida com ela, portanto o que a Chris, falou nao deixa de ser uma defesa do feminismo e a colocação da mulher como vitima, sendo que quem foi espancado foi o mendigo, deixemos a hipocrisia de [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui