Um novo estudo norte-americano comprovou que os jovens de hoje em dia estão cada vez mais solitários devido ao uso dos smartphones. A adolescência já não é uma fase fácil de lidar, mas a solidão pode multiplicar a melancolia.

A pesquisa analisou dados de 60 mil jovens de 15 e 16 anos e concluiu que um terço deles se sente isolado. Mas, a mesma pesquisa havia sido feita 20 anos atrás e, naquela época, o número era de um décimo. Ou seja, a sensação triplicou entre os jovens. A possível explicação para esse salto nos números é o uso dos celulares e a alienação.

Foto: Pixabay

Os smartphones começaram a ser utilizados em meados de 2012, mas, desde então, o uso passou a ser cada vez mais compulsivo, principalmente com o surgimento das redes sociais. E a sensação de isolamento passou a aumentar desde este ano.

Os pesquisadores responsáveis pelo estudo acrescentaram que as mídias sociais, em particular, têm um efeito ainda mais negativo, já que podem aumentar os sentimentos de perda e aumentar o bullying cibernético.

Os adolescentes que participaram do estudo responderam a um questionário, concordando ou discordando de afirmações como: “Eu me sinto um estranho ou excluído na escola” ou “Eu me sinto estranho e deslocado na escola”.

Iphone, Hand, Girl, Smartphone, Mobile Phone
Foto: Pixabay

A pesquisa, da Universidade de San Diego, na Califórnia, Estados Unidos,  diz que a solidão escolar “pode prever níveis baixos de bem-estar e depressão entre os adolescentes”. Os resultados foram publicados no Journal of Adolescence.

Além disso, os dados também revelaram outra realidade: o crescimento do sentimento de solidão e isolamento nesta faixa etária foi maior entre as meninas.

Confira algumas dicas essenciais para estimular os adolescentes a deixarem os celulares de lado: 

  • Ofereça alternativas: Crie momentos em família onde ninguém esteja usando os aparelhos, como uma refeição diferenciada (cozinhem juntos!) ou até mesmo um momento para jogos de tabuleiro.
  • Estimule hábitos: Faça um combinado de quantas horas o adolescente poderá utilizar o celular e estimule-o a deixar o aparelho de lado uma hora antes de dormir.
  • Estimule a leitura: Observe quais são os gostos do adolescente em filmes, seriados e jogos. São de suspense? Ação? Terror? Acompanhe-o até uma livraria e o ajude a escolher um livro na mesma linha. Pode ser um bom inicio na vida de um leitor!
  • Faça do momento, um momento em conjunto: De nada adianta tirar o celular de seu filho(a) e continuar dando o exemplo errado. Siga os combinados junto dele(a). Com certeza, será positivo para você também!

Com informações de Revista Crescer 

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui