Antigamente as casas de madeira eram uma escolha comum e nas últimas décadas começaram a ser vistas como uma opção boa de habitação. Embora estas casas tenham sido construídas durante muitos anos (alguns dos nossos avós e bisavós cresceram nelas), as casas de madeira modernas diferem muito das antigas.

Segundo os especialistas da Maestro Casas, acreditar em velhos estereótipos sobre as casas de madeira ainda faz com que muitas pessoas não consigam escolher a casa mais adequada para o seu estilo de vida. Por conseguinte, decidimos desmistificar 5 mitos-chave sobre as casas pre fabricadas de madeira negadas pelos pofissionais da área.

MITO 1: Casas pre fabricadas de madeira são menos resistentes a incêndios

Um dos assuntos mais discutidos no contexto da problemática das casas pré fabricadas de madeira é a sua resistência ao fogo. Os especialistas salientam que as afirmações sobre as casas de madeira se incendiarem muito mais depressa do que outras construções baseiam-se principalmente em histórias do passado. Segundo os peritos, ao considerar as propriedades de uma casa de madeira moderna, não se deve esquecer que antigamente a norma eram lareiras abertas e fios elétricos não isolados, o que atualmente já não acontece. Portanto, as casas de madeira modernas são muito diferentes das antigas.

Os especialistas destacam que a construção de casas pre fabricadas de madeira modernas utiliza retardadores de chama (químicos do fogo) em construções de madeira tratada, que atingem a mais alta classe europeia de inflamabilidade da madeira, pelo que a probabilidade de fogo em construções de madeira não é igual à probabilidade de inflamação noutras construções.

Também é importante salientar que a construção de casas de madeira está sujeita a exigências mais leves. As casas de madeira pertencem à terceira classe de resistência ao fogo, o que resulta em requisitos muito mais simples, no que diz respeito à escolha de materiais de construção e à possibilidade de escolher soluções de construção mais simples. Os requisitos essenciais para estes edifícios são a redução do risco de incêndio — é obrigatório pintar os edifícios com tintas especiais e manter uma distância acrescida de 15 metros de outras edificações.

É recomendado ter atenção à instalação e montagem de vários equipamentos, no que respeita a instalações de aquecimento e elétricas. É necessário lembrar que equipamentos deste tipo mal instalados são, muitas vezes, a causa de incêndios, independentemente de a casa ser construída com uma estrutura de madeira ou blocos de cimento.

MITO 2: Casas pre fabricadas de madeira são menos duradouras

É difícil negar que a maior expectativa que temos quando escolhemos uma casa pre fabricada de madeira seja a sua durabilidade e longevidade. Embora se tenha pensado, durante muitos anos, que as casas feitas de madeiras naturais são inferiores a outros tipos de estruturas, em termos de durabilidade, as casas de madeira modernas bem conservadas permanecerão em perfeito estado durante pelo menos 30 anos.

De acordo com a equipa da Maestro Casas, a durabilidade e qualidade das casas de madeira, em comparação com edifícios de aço e betão, supera, muitas vezes, o seu preço, desde que seja assegurada uma manutenção de qualidade e regular. Sabe-se que, como qualquer outro material natural, a madeira é um bom meio para o crescimento de fungos, humidade e bolor. No entanto, se a madeira for bem protegida, será resistente não só a fatores ambientais nocivos, mas também à oxidação, que tende a formar manchas na superfície da fachada, danificando o seu aspeto geral.

As propriedades da madeira, tais como a resistência, suporte de cargas e facilidade de processamento afetam a durabilidade e longevidade da casa e também determinam o simples processo de construção da madeira, não podendo ser ignoradas. Os materiais de durabilidade excecional permitem a construção de casas de madeira para habitação até três andares. As tecnologias modernas de processamento da madeira também tornam estas casas mais acessíveis para todos.

MITO 3: Casas pre fabricadas de madeira têm um isolamento térmico pior

Ainda que uma casa de tijolo ou cimento possa parecer uma opção mais quente, esta suposição está errada, de acordo com os peritos em casas de madeira. A verdade é que conseguir a mesma resistência térmica em outros tipos de casas (como uma casa de madeira não isolada) exige muito dinheiro. Em geral, ao comparar casas de tijolo com casas de madeira que não são isoladas, uma casa de madeira terá resultados muito melhores, devido à sua resistência térmica natural.

Mas, para assegurar a maior resistência térmica da sua casa, é necessário ter atenção ao facto de que o isolamento térmico de uma casa de madeira, tal como o numa casa de tijolos ou de cimento, não depende apenas do isolamento das paredes. De acordo com estimativas gerais, até 25% das perdas térmicas têm origem em janelas e portas, e 10 — 15% no teto.

Embora a madeira seja frequentemente mencionada como um material que proporciona um excelente isolamento térmico e acústico, um bom isolamento de uma casa de madeira requer uma atenção especial aos detalhes. Isto porque uma casa de madeira construída com peças individuais, ao contrário de uma casa de tijolo, não é feita de um material sólido, que garanta a estanqueidade.

MITO 4: Os acabamentos em casas pre fabricadas de madeira representam um custo maior

Todos sabemos que muitas vezes a madeira natural parece ser um material que requer muito mais atenção. Na verdade, tendo em conta que as paredes da casa estão constantemente expostas a diferentes condições atmosféricas, e que a madeira é um material natural, é difícil negar que a proteção das paredes de madeira requer uma atenção especial. No entanto, para assegurar o excelente estado da fachada da casa em tijolo ou bloco, também é necessário investir. Portanto, de acordo com os especialistas, pode afirmar-se que o custo de acabamento e manutenção da fachada, independentemente do tipo de casa, dependerá da camada de acabamento usada.

Relativamente ao exterior das casas pre fabricadas de madeira, é importante salientar, que uma decoração é importante, se quiser proteger a camada externa de madeira. É verdade que, se o objetivo é preservar a naturalidade do edifício, é necessário assegurar a manutenção regular das paredes, com materiais de proteção especiais e de alta qualidade.

De um ponto de vista técnico, as principais vantagens das fachadas de madeira são o bom auto isolamento e circulação de ar, assim como custos operacionais reduzidos. Contudo, é importante notar que as propriedades da madeira são afetadas pelo tipo de madeira escolhido e também pela manutenção adequada e constantemente da fachada, o que não é uma solução muito barata.

Vale a pena mencionar que uma das opções de fachada mais comuns para as casas de madeira é a fachada ventilada, que tem uma câmara de ar para ventilação entre a parede e a camada de isolamento térmico. Assim, as fachadas ventiladas, quando comparadas com outras construções de fachadas, têm muitas vantagens significativas: desde a proteção excecional das paredes da casa até a durabilidade insuperável. É importante salientar que este tipo de fachada também pode ser escolhida para casas construídas com tijolo.

Uma das maiores vantagens de optar por uma fachada ventilada é a proteção contra os problemas causados pelo excesso de humidade, que se torna especialmente importante na escolha da estrutura de uma casa de madeira. Uma vantagem igualmente importante é que as fachadas ventiladas não permitem a entrada de pontes frias, devido à câmara de ar, e, no caso de um edifício de madeira sem isolamento, também permite aumentar a resistência térmica das paredes das casas de madeira.

No caso das casas de tijolo, a questão do acabamento é mais simples — é normalmente utilizada uma fachada húmida ou camada de clínquer. Contudo, em comparação com o custo do acabamento de uma casa de madeira, uma fachada molhada ou uma camada de clínquer custará muito mais. Ao instalar uma fachada húmida, é comum utilizar apenas um material principal, que fornece isolamento térmico para proteger a casa dos efeitos negativos do ambiente. Esta escolha pode reduzir o custo do isolamento. Embora as casas com este tipo de fachada não tenham uma boa ventilação, devido ao nível extremamente elevado das propriedades de isolamento, permitem reduzir significativamente os custos de aquecimento e o seu preço é um dos mais acessíveis do mercado.

Ao escolher um acabamento clínquer para uma casa de tijolos, os ladrilhos colados numa camada de reforço têm propriedades muito boas, mas a maior vantagem das fachadas de ladrilhos de clínquer é a sua ‘durabilidade’. Uma das principais razões para as fachadas de tijolos de clínquer serem tão populares é resistência dos ladrilhos à humidade. Os tijolos de clínquer têm uma absorção extremamente baixa, e estão intimamente relacionados com a resistência à geada nas casas de tijolo.

Em suma, é errado dizer que o acabamento de uma casa de madeira residencial e a manutenção regular das suas paredes custará mais do que o acabamento de tijolo ou de cimento. Os custos de ambos dependem da solução de acabamento escolhida.

MITO 5: Construir casas pre fabricadas de madeira demora mais tempo

De acordo com os especialistas da Maestro Casas, muitas vezes há vozes que alegam que as casas feitas de blocos de tijolo são construídas mais depressa do que as casas de madeira natural. É um mito. Devido às construções simples, as casas de madeira são caracterizadas por um processo de construção extremamente simples — as construções podem ser montadas rapidamente e sem conhecimentos específicos. Em média, a montagem de uma casa feita de madeira natural demora de 1 a 7 dias úteis (a menos que o projeto seja muito complexo). No caso de uma casa de tijolo, a sua construção pode demorar meses. Isto significa que, se decidir escolher uma casa de madeira para viver, poderá se mudar e começar a usá-la muito mais rapidamente do que numa casa de tijolo.
A construção de casas pre fabricadas de madeira é muito mais rápida porque, em primeiro lugar, não requer muitas obras de construção húmidas — por exemplo, não há necessidade de esperar que a mistura de alvenaria seque. Também é importante mencionar que a construção de uma casa de madeira pode ser realizada em qualquer altura do ano. Muitas das obras necessárias para a construção de casas de tijolo não podem ser realizadas durante dias húmidos e frios, enquanto as casas de madeira podem ser construídas mesmo no inverno.

De acordo com os especialistas das casas de madeira, a construção muito mais rápida de uma casa de madeira tem, sem dúvida alguma, um impacto direto no custo de construção de uma casa. A menor complexidade do trabalho não exige a utilização de equipamento dispendioso, os materiais de construção podem ser entregues por transporte mesmo em locais de difícil acesso.

As casas de madeira também têm mais vantagens em caso de reconstrução. Por exemplo, se decidir criar uma parede adicional algum tempo após o processo de construção estar terminado, basta adicionar algumas tábuas. No caso de uma casa de tijolo, a implementação de tais mudanças exigirá a betonagem adicional da parede, o que será mais uma reminiscência de outro processo de construção do que uma simples reconstrução.

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui