Annelise Lopes Andrade é uma estudante de 16 anos que completou dois meses internada em um hospital de Goiânia. A jovem teve 60% de seu corpo queimado, enquanto gravava um vídeo na escola.

A estudante falou um pouco sobre sua recuperação e pediu orações para as próximas etapas do tratamento.

Foto: Diolange Lopes/Arquivo Pessoal

“Queria agradecer a Deus e por eu ser um milagre e estar viva aqui hoje”, disse a adolescente em vídeo divulgado pelo G1.

O acidente com Annelise aconteceu no dia 30 de novembro, na cidade de em Anápolis, a 55 km de Goiânia. A jovem estava na escola e ela com mais três estudantes, queriam gravar um experimento chamado “fogo invisível”.

A direção do colégio esclareceu a situação e informou que os alunos foram autorizados a usar a sala, mas não disseram que usariam álcool.

Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Nos últimos dois meses, Annelise passou 24 dias na UTI e já passou por duas cirurgias para enxerto. Porém, um dos procedimentos não saiu como o esperado e precisará ser refeito.

“Eu quero agradecer principalmente aos médicos, enfermeiros, técnicos, fisioterapeutas, psicólogos que estão cuidando de mim. Eu sou muito grata, peço que orem por mim, acho que vou precisar fazer outra cirurgia, ainda não sei, mas com fé em Deus logo, logo irei para casa”, falou a jovem em depoimento.

Com informações de G1

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui