Jane Freitas é um enfermeira de Várzea Paulista (SP) que ajudou nos primeiros socorros das vítimas atingidas pelo deslizamento de pedra no Lago de Furnas, em Capitólio, neste sábado (8).

A enfermeira estava em viagem com alguns amigos e fazia um passeio de lancha. Assim que percebeu a gravidade do ocorrido e que haviam feridos, principalmente crianças, ela sabia que podia ajudar.

Jane Freitas ajudou a socorrer vítimas em Capitólio, Minas Gerais — Foto: Arquivo Pessoal

Jane trabalha na área da saúde há mais de 10 anos e chegou ao local do acidente minutos depois que o paredão havia caído, por conta de um pequeno atraso.

“Um dos meus amigos disse que precisava muito ir ao banheiro. Então, na primeira parada da lancha, que nem é comum ir, tivemos que esperar ele descer, ir ao banheiro, para continuarmos o trajeto.”, diz.

A enfermeira relata que lanchas que estavam mais afastadas saíram do local ao se depararem com o cenário. Mas ela, ao ver feridos, decidiu que precisava ajudar e não quis ir embora.

“Não tinha como. Era meu dever socorrer. Sou enfermeira e vi crianças gritando. Ajudei uma que ficou com vidro no pé, outra que queria que acompanhasse ela de tanto medo e estava sangrando. Me cortou o coração. Mas quando dever chama, temos que ajudar de alguma forma”, relata.

Enfermeira de Várzea Paulista ajuda nos primeiros socorros de vítimas em Capitólio — Foto: Arquivo Pessoal

Quando voltou para sua cidade, Jane foi surpreendida por uma ligação da família de uma das vítimas que ela ajudou.

“A mãe das crianças perdeu o celular e conseguiu pegar o meu contato com um repórter que tinha acabado de me entrevistar. Ela me ligou assim que eu chegava em casa e me agradeceu demais dizendo que a família toda está muito grata com o trabalho. Ela falou muito de gratidão. Eu fiquei bastante emocionada na hora que ela me ligou. Ela, os filhos, sobrinhos, estão todos bem”, diz.

“Um dia iremos nos encontrar. Quero me encontrar com eles. Toda hora que lembro eu me arrepio. Como é importante saber que quem você cuidou está bem. Importante saber como está a parte psicológica dessas crianças que viram o desastre lá.”, continuou.

Foto foi tirada durante o trajeto — Foto: Michel Leite Neves/Arquivo pessoal

Além disso, a enfermeira recebeu muito reconhecimento dos cidadãos de Várzea Paulista. “As pessoas vieram dar parabéns, me cumprimentar e falar que foi um ato de humanismo. É importante para a gente, que quer ajudar e quer ser um ser humano cada dia melhor. A gente sempre tem que cuidar das pessoas na fragilidade.”, completou.

Com informações de G1

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. Meus parabéns a esta enfermeira, são de pessoas assim que o Brasil precisa, que sabem ser corretos conforme sua profissão que Deus a abençoe !!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui