Esse asteroide chamado “4660 Nereus” e considerado ‘potencialmente perigoso’ fará, no próximo sábado (11), a passagem mais próxima da Terra nos últimos 20 anos, de acordo com um comunicado divulgado pela NASA.

Mesmo com toda a proximidade, Nereus não deve ser motivo de pânico e não representa qualquer risco de impacto.

Foto: NASA

Com 330 metros de diâmetro, o corpo rochoso cruzará a nossa órbita a uma velocidade de 23,7 mil quilômetros por hora (km/h). Para fins de comparação, o Boeing 747-9 Intercontinental é, hoje, o avião comercial mais rápido do mundo, mas sua velocidade máxima de 1061,92 km/h é só uma fração perto do que faz o Nereus.

Nereus passará em uma distância de 3,86 milhão de km da Terra, em seu ponto mais próximo – cerca de 10 vezes o caminho que nos separa da Lua. Isso, considerando a magnitude da rocha espacial, é bastante perto.

Esse asteroide foi descoberto em 1982 e tem uma órbita de 1,82 ano ao redor do Sol, ou seja, faz passagens regulares pela Terra (uma vez a cada 10 anos, em média).

De acordo com as projeções da NASA, Nereus terá suas passagens mais próximas em 2031, 2050 e 2060, e, em fevereiro de 2060, estima-se que ele chegará mais perto do que nunca de nós, a 1,2 milhão de km ou, em termos práticos, três viagens para a Lua.

O Nereus é também um alvo de interesse das agências espaciais pelo mundo, devido à sua composição mineral rica em níquel, ferro e cobalto, com depósitos que, no total, valem cerca de US$ 4,71 bilhões (R$ 26,79 bilhões).

 

Com informações de Yahoo

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. Para terráqueos acostumados a epidemias, atentados, tsunamis e governos “potencialmente perigosos”, um asteróide, passando pela janela, parecerá tão corriqueiro quanto balas perdidas encontrando pessoas que não querem ser achadas por elas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui