Para muitas mulheres, o dia do casamento é um momento especial, uma celebração da união com quem consideram ser a pessoa de suas vidas. Mas, para muitas, a situação é diferente e chegam a casar por obrigação ou até mesmo medo.

Chandley Brelsford é uma jovem de 22 anos que mora na Califórnia, nos Estados Unidos, e teve que fugir do “dia mais feliz de sua vida”.

Instagram / Chelsey Daniel

Aos 19 anos, em 2019, ela pensou que seria feliz com o homem com quem estava, mas foi um engano. Eles namoravam desde 2015 e ela garantiu que se apaixonou, que sorte de estar com aquele “homem incrível e maravilhoso”, pensava.

Embora ela percebesse que às vezes ele era imprudente, achou que eram apenas situações específicas. As coisas começaram a piorar quando Chandley teve que ir estudar em outra cidade e ele a obrigava a voltar todo fim de semana para vê-lo.

E ele ficava bravo se ela não fosse, porque além de trabalhar, estudar e sempre ter que viajar, tinha que ir às compras e preparar a comida, o que ele considerava ser o papel da mulher. Mas isso não era o pior, porque quando ele não estava com ela, ainda a obrigava a explicar onde e com quem estava o tempo todo.

No final de 2018, ele a pediu em casamento, e para a jovem era algo muito esperado. Ela adorava usar seu anel de noivado.

Mas o abuso continuou e esse compromisso começou a parecer algo ruim. Tudo era tolerável até que uma briga saiu do controle e ela não aguentou mais, depois de 4 anos de abuso sem nenhuma mudança.

Foi então que já tendo experimentado o vestido e com tudo pronto para o casamento, a noiva resolveu fugir pela janela da casa onde morava e foi embora.

“Eu tinha escapado de casa pela janela do segundo andar e estava indo para a ponte Foresthill, onde tínhamos tirado nossas fotos de noivado. Foi o dia mais assustador da minha vida e nunca mais quero me sentir assim novamente.”, contou Chandley Brelsford ao Love What Matters.

Ela fugiu de casa e deixou para trás uma vida de abusos por parte de um marido que afirmava amá-la, mas a tratava como se ela não importasse. Foi então que ela procurou um fotógrafo e pediu-lhe que fizesse as fotos do casamento, mas só com ela!

O resultado do ensaio é um símbolo de força, depois de ter se salvado de abusos dentro de um casamento. Chandley Brelsford diz ainda acreditar no amor, mas sabe que de agora em diante não aceitará que ninguém a trate mal, porque agora conhece o maior amor de todos: o próprio.

Confira as fotos: 

Instagram / Chelsey Daniel
Instagram / Chelsey Daniel
Instagram / Chelsey Daniel
Instagram / Chelsey Daniel

Com informações de UPSOCL

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui