Aos seus 25 anos, a modelo americana Bella Hadid, utilizou sua conta no Instagram para contar sobre “montanha-russa” que tem sido sua saúde mental, com “crises e burnouts”, em meio a um quadro de depressão e ansiedade.

Com mais de 47 milhões de seguidores na rede, Bella aproveitou para lembrar aqueles que estão sofrendo com problemas psicológicos, de que não estão sozinhos. Em resposta à um vídeo da atriz e cantora americana Willow Smith sobre insegurança e ansiedade, a modelo disse que o material a fez se sentir “menos sozinha”.

Foto: Reuters/Johanna Geron

“Rede social não é a realidade. Para quem estiver sofrendo, se lembre disso. Algumas vezes tudo que você precisa ouvir é que não está sozinho”, escreveu. “Eu já tive crises e burnouts (síndrome de esgotamento) o suficiente para saber disso: se você trabalha duro o bastante em si mesma, gastando tempo sozinha para entender seus traumas, gatilhos, alegras e rotinas, você sempre será capaz de entender ou aprender mais sobre sua própria dor e como lidar com ela”, disse Bella.

Mas, essa não é a primeira vez que a modelo aparece publicamente para falar sobre o assunto. Ela já contou que enfrenta essas doenças desde a adolescência e em janeiro deste ano, afirmou ter se afastado das redes sociais para tentar melhorar sua saúde mental.

Foto: Reprodução/Instagram/Bella Hadid

Em seu post, Hadid também deus alguns conselhos aos seus seguidores, para que pudessem enfrentar problemas de saúde mental, mas deixando claro que eles só podem ser tratados por profissionais especializados como psiquiatras e psicólogos.

“Eu quero que você saiba que há sempre uma luz no fim do túnel, e a montanha-russa sempre vai parar completamente em algum momento”, disse. “Há sempre espaço para começar de novo, mas para mim sempre foi bom saber que mesmo que ocorra por alguns dias, semanas ou meses, vai melhorar, até certo ponto, mesmo por um momento.”

Foto: Reprodução/Instagram/Bella Hadid

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 11,5 milhões de brasileiros (ou 5,8% da população do país) já tiveram pelo menos um episódio de depressão. É a maior taxa do continente latino-americano.

 

Com informações de G1

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui