Esse caso ocorreu em uma loja chamada Alibabar, na cidade de Pistoia, na Itália. Os funcionários do estabelecimento encontraram um bilhete misterioso, que era acompanhado de uma nota de 10 euros.

Logo, descobriram que se tratava de um “ladrão arrependido”, que havia pegado algumas mercadorias do local no dia anterior. Vendo que ele tinha um bom coração, os responsáveis pela loja queriam lhe dar uma chance.

Foto: Reprodução

O conteúdo do bilhete era tão honesto e em tom arrependido, que levou o café a procurar o responsável pelo bilhete, com o objetivo de ajudá-lo. A nota reconhecia ter roubado parte do que vendiam, justificando que estava com fome e que sua situação de pobreza o impedia de acessar os recursos no momento em que roubou.

Quando no dia seguinte o homem conseguiu algum dinheiro, a primeira coisa que fez foi ir ao estabelecimento e pagar-lhes o que lhes devia.

Foto: Reprodução

“Numa manhã, o nosso pasteleiro havia deixado uma bandeja de brioches do lado de fora da cesta fechada onde costuma colocar as massas. Quando voltamos, ela havia sumido. Encontramos esta nota na manhã seguinte. Esta é a situação na Itália hoje… Pessoas obrigadas a “roubar” por conta da fome e voltar com dignidade para pagar a dívida. Tristeza infinita.”, contou Marco Bartoletti, dono do Alibabar, para o jornal Repubblica.

Para encontrar o dono do bilhete, o estabelecimento compartilhou a história nas redes sociais, para que conseguissem identificar e entrar em contato com essa pessoa. Eles querem lhe oferecer um emprego no café.

A história emocionante alcançou vários lugares e é um exemplo de tolerância e respeito pela jornada de cada ser humano.

Com informações de UPSOCL

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui