Nathália Andrade, de 34 anos, é uma advogada que precisou dirigir 25km para chegar ao seu próprio casamento. A noiva contava com transporte de aplicativo, mas depois de mais de 20 corridas canceladas, decidiu ir dirigindo.

A cena é até cômica, a noiva de vestido branco e até véu, no volante do carro. Nathália mora no Distrito Federal e chegou com uma hora e 20 minutos de atraso para a cerimônia civil, neste sábado (16).

Foto: Rafael Zart

“Eu estava muito eufórica, rindo de nervoso. Quando cheguei e vi meu pai lá, ele olhou para mim e falou: ‘minha filha que loucura!’. Depois que passou tudo, vi meu esposo e comecei a chorar de tanto nervoso.”, contou a mulher.

O casamento, que estava marcado para as 17h, começou apenas às 18h20, devido ao imprevisto.

“Todos já estavam no casamento. O meu noivo, Felipe Barbosa, já estava nervoso achando que eu havia desistido. Foi quando resolvi dirigir até a festa. Inseri o endereço no GPS e fui”, conta Nathália.

A noiva estava acompanhada de duas amigas, suas madrinhas, que não conheciam bem a cidade, pois vieram de Pernambuco para a cerimônia. Assim, Nathália saiu da região do Jardim Botânico até o local do casamento.

“O tempo foi passando, e estava com previsão de chuva. Pedimos os carros, e os motoristas foram cancelando. Tanto no meu celular, como no [celular] das madrinhas e no da cerimonialista. Ninguém conseguia carro”, lembra a noiva.

No caminho até o local da cerimônia, Nathália lembra que as emoções variavam, da raiva à euforia. Em um vídeo curto gravado pela amiga que estava no carro, ela aparece dirigindo e rindo.

“Nem o manobrista acreditou que era eu mesma dirigindo. Eu disse: moço, pelo amor de Deus, eu preciso casar”, contou Nathália, com bom humor.

Foto: Rafael Zart

Com informações de G1

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui