Seu nome é Brisa e quando ela tinha apenas sete meses de idade foi vítima de um incêndio que tomou conta do quarto em que dormia, o que a deixou com 88% de seu corpo queimado.

Brisa é natural de Salta, cidade na Argentina e hoje é modelo e atleta. Ela teve diversas partes sensíveis de seu corpo atingidas, como a cabeça e os braços e lutou contra os prognósticos médicos, mostrando sua força.

Foto: Reprodução/Garrahan

Ao site do hospital Garrahan, no qual teve sua vida salva, Brisa falou um pouco sobre sua autoestima: “Me olho no espelho hoje e gosto de mim”, disse.

No ano de 2020, a atleta resolveu encarar um novo desafio: o das passarelas. Brisa, depois de ter publicado uma foto que fez sucesso nas redes sociais, foi convidada a participar do concurso Miss Belleza Mundial.

Na competição, a primeira do tipo que participou, ela recebeu três reconhecimentos: o prêmio de foto mais votada nas redes, o de miss simpatia e o de mulher forte.

Brisa conta que olhares de estranhos sempre a acompanharam, mas ela aprendeu a superar a vergonha para acabar com a estigmatização. Além disso, ela conta que com o passar dos anos, aprendeu a responder à discriminação: “Eu retribuo o olhar até que parem de encarar.”

“Ninguém é mais nem menos que o outro, somos todos iguais”, afirmou a jovem.

O próximo objetivo da modelo e atleta é começar os estudos para se tornar professora de educação física. Ela disse que quer se especializar no ensino de crianças com deficiência.

“Eu aprendi a defender o que é meu, mas nem todos têm a mesma possibilidade. Então eu quero ajudar de alguma forma”, disse a futura professora.

 

Com informações de G1

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui