Luisa Mell, a famosa ativista da causa animal entrou com um pedido de prisão provisória contra o empresário Gilberto Zaborowsky, seu ex-marido. A ação foi protocolada com base na Lei Maria da Penha, por seu advogado, Angelo Carbone, na tarde de segunda-feira (11).

A também apresentadora acusa o ex-marido de abuso psicológico e ameaças. Ela já tem uma medida protetiva contra Zaborowsky, que não pode se aproximar a menos de 500 metros da ativista, nem entrar em contato com ela.

Mas, de acordo com o advogado, a medida não foi o suficiente e Zaborowsky continua procurando Luisa e fazendo ameaças à sua integridade física por meio de telefonemas sem identificação.

 

“Há o temor que ele venha a agredi-la fisicamente ou até matá-la”, diz o documento protocolado pelo advogado de Luisa.

Na ação, Carbone também afirma que Zaborowsky “é dependente de drogas e com um poder incalculável financeiro, aduz que vai fazer justiça com as próprias mãos”.

 

“Estamos em busca de calmaria para Luisa. Ela sofre com as pressões psicológicas e agressões verbais. Ela teme até sair de casa. O motivo é um ex-marido que extrapolou as regras e deve ser contido. Ela quer ser feliz, cuidar do filho e poder ir e vir. Para isso, invocou a Lei Maria da Penha”, afirma Angelo Carbone.

Em seu Instagram, Luisa Mell publicou um texto, acusando o ex-marido de abusos psicológicos durante o casamento e de ameaças desde o fim do relacionamento.

“Agressão também se faz com palavras, atitudes e manipulações e nem sempre quem está presa em um relacionamento abusivo percebe isso”, afirmou Mell.

 

Com informações de G1

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui