A maternidade é um universo diferente para cada mulher, muitos aprendizados chegam junto com essa vivência e cada mulher é livre para viver sua jornada. Quanto à amamentação, o assunto é constantemente debatido.

Muitas mães defendem que a amamentação aconteça apenas nos primeiros anos de vida do bebê, algumas não conseguem sustentar a amamentação. Outras, defendem que a amamentação esteja com os pequenos por vários anos, e é o caso de Beccy Ashe.

Foto: Arquivo Pessoal Beccy Ashe

Atualmente, Beccy amamenta seu filho Tobias, de quatro anos, duas vezes ao dia, de manhã e à noite. Uma decisão que gerou polêmica, devido à idade que o pequeno tem atualmente.

Foto: Arquivo Pessoal Beccy Ashe

“Eu não dou a mínima para o que as outras pessoas pensam todo mundo deveria fazer isso”, a mãe começou esclarecendo a Mirror. E reafirma seu pensamento dizendo: “A pressão social é a única razão pela qual mais mulheres não fazem o mesmo”.

Porém, para Beccy essa não é uma decisão nova, na verdade, com sua filha mais velha, Daisy, ela fez o mesmo e a amamentou até os cinco anos. A mãe defende que esse tipo de contato fortalece o vínculo entre mãe e filho.

Foto: Arquivo Pessoal Beccy Ashe

Por outro lado, ela também cita que o valor nutricional do leite materno e os benefícios para a saúde a levaram a continuar amamentando seus filhos.

“É uma ótima maneira de se reconectar no final do dia. É um grande conforto, é nutritivo, alivia a dor. É mais do que apenas alimentá-los”, reafirma Beccy sobre sua decisão. Além disso, ela diz que a mãe também tem benefícios: “Se você amamentar por mais tempo, o risco de alguns cânceres também é reduzido”.

“Quando ouço que médicos e parteiras obrigam as mulheres a parar de amamentar e dar fórmula aos filhos, fico com o coração partido”, completa.

Com informações de UPSOCL

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui