Lumena Aleluia foi uma das participantes do Big Brother Brasil 2021 e, como muito outros participantes da edição, foi “cancelada” pela internet. A psicóloga, porém, contou que teve crises de ansiedade e perda de memória após a sua participação no reality.

Lumena fala sobre cancelamento em vídeo no YouTube — Foto: Reprodução/Instagram
Lumena fala sobre cancelamento em vídeo no YouTube — Foto: Reprodução/Instagram

Em um vídeo que postou em seu canal no Youtube, Lumena falou sobre o que aprendeu com o cancelamento:

“A internet não precisa ser espaço de críticas odiosas, mas de críticas construtivas, que é de fato o que tenho priorizado na minha história de vida”, afirmou Lumena ao mostrar algumas mensagens de ódio que recebeu nas redes sociais ao longo desse período.

30 dias GRÁTIS do Amazon Music Unlimited

“Quando saí do programa, como não entendia o que estava acontecendo, eu tive alguns processos de adoecimento muito forte. Dentre eles, eu tive pânico, tive fobias, tive crises de ansiedade, tive perda de memória, o que obviamente naquele momento me convocou a buscar ajuda profissional, um processo de autocuidado, que foi o que de fato me deu coragem pra assumir uma relação de ressignificar essa experiência do cancelamento e sim, cancelar o cancelamento”, declarou.

A ex-BBB também contou que além da ajuda e acompanhamento profissional, contou com o apoio familiar e uma rede de acolhimento que a ajudou a passar pelo momento, que ela descreveu como uma “experiência dolorosa”.

“Qualquer experiência desafiadora na vida, se a gente não tem uma rede de apoio, se a gente não tem ajuda profissional, se a gente não tem suporte familiar e, sobretudo, acolhimento, carinho, a gente não consegue passar, reconhecer os erros, fazer autocrítica e se reinventar. E minha jornada foi sobre isso.”, contou.

Lumena ainda disse que conseguiu o mérito de cancelar o cancelamento, proporcionando uma discussão sobre o tema:

“O cancelamento hoje está fazendo parte da nossa geração que, infelizmente, ainda não entendeu a potência do que é a internet, e tem confundido o que é o espaço entre tecer críticas em relação ao jogo pra tecer ódio. A internet não precisa ser um espaço de potência e ódio de críticas destrutivas.”, disse.

“Foi muito interessante perceber o como as pessoas confundiram ali o que é crítica do jogo com ódio racista, xenofóbico, machista. E isso me chamou a atenção de como o cancelamento pode estar muito bem acompanhado de crimes digitais.”, continuou.

A psicóloga não foi a única a sofrer com as mensagens de ódio. “Minha família recebeu ameaça, minha companheira recebeu ameaça de morte, meu terreiro foi ameaçado.”, contou.

Felizmente, a baiana que conquistou parte do público, contou que, ao contrário do que viu na internet, quando foi para as ruas, recebeu “abraços, acolhimento, beijos”. Ela ainda pediu uma reflexão sobre o cancelamento.

“Ninguém evolui com áudio, ninguém amadurece com desejo de destruição”.

Confira o vídeo na íntegra:

Com informações de G1

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui