Um dos momentos das Olimpíadas de Tóquio 2020 mais comentados na internet foi o de uma judoca e seu treinador. Embora tenha causado várias risadas e piadas irônicas nas redes, houve também quem se preocupasse com a normalidade da situação.

Em uma das disputas da modalidade de judô, a judoca alemã Martyna Trajdos e seu técnico Claudiu Pusa tiveram uma interação um tanto quanto diferenciada antes da luta contra a húngara Szofi Ozbas, na 16ª final da categoria até 63 quilos.

Num vídeo que tem circulado amplamente nas redes sociais, podemos ver os dois se aproximando do tatame e, em apenas um minuto, Pusa encara Martyna, agarra-a pela lapela do quimono e a sacode com força algumas vezes, antes de dar um tapa em cada bochecha da atleta. Em seguida, ela balança a cabeça, olha para baixo e se prepara para começar a luta.

Foto: Reprodução Youtube

A verdade é que a técnica não se mostrou muito eficaz, já que Trajdos foi eliminada naquela luta. No entanto, a motivação particular de seu treinador trouxe todo tipo de reações no mundo cibernético, tanto de alguns que o criticaram pela violência quanto outros que acharam a cena cômica.

“Deixando seu amigo bêbado na frente de sua casa”, foi uma das piadas mais curtidas pelos telespectadores.

Podemos questionar ou não – e seria lógico fazer isso -, mas a verdade é que não sabemos se a atleta está acostumada a esse tipo encorajamento, pode ser até uma dinâmica comum entre eles.

Vai saber, né?

Com informações de UPSOCL

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui