O raro animal é conhecido como “peixe-lua” e foi encontrado nesta quinta-feira (1º) por moradores, em uma praia em Luís Correia, litoral do Piauí. Seu nome científico é Mola mola, e o espécime infelizmente morreu horas depois de ser achado.

O peixe-lua é o maior peixe ósseo conhecido e existem cinco espécies dele no mundo, podendo atingir três metros de comprimento e mais de uma tonelada. O modelo encontrado no litoral do Piauí foi conservado em uma câmara fria para servir de pesquisa e ainda não foi pesado.

Foto: Reprodução

Verlane Magalhães é uma bióloga do Instituto Tartarugas do Delta, e contou que o animal chegou se batendo e morreu. Ela ainda revelou que esta foi a primeira vez que a espécie foi encontrada viva no litoral do Piauí.

“Ele foi recolhido e armazenado em uma câmara fria para servir como material didático, através do Ecomuseu. Já encontramos outras vezes, mas as carcaças em decomposição nas praias”, comentou.

Segundo o professor de biologia marinha César Fernandes, da Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFPar), o peixe-lua vive nas profundezas do oceano e, por conta isso, é custoso de ser visto pelos humanos. Apesar da aparência esquisita, o animal é comestível.

“O peixe-lua é da espécie Masturus lanceolatus, vive a cerca de 700 metros de profundidade e, por isso, a aparição é incomum nas praias, ainda mais vivo. Talvez ele tenha sido arrastado por uma correnteza muito forte”, disse o professor.

Com informações de G1

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui