É comum que a infância nos acostumemos com as hierarquias, especialmente com nossos pais. Eles são pessoas que nos criam, educam, ajudam a construir nossa ética e moral, nos protegem e apoiam até que nos tornemos autossuficientes.

Porém, em muitos casos, os pais se aproveitam desse status protetor de certa forma e, em seguida, exigem muito dos filhos, jogando o jogo da culpa e da pressão psicológica. Obviamente, não é o caso de todos, mas não podemos negar que esses perfis existem.

Dito isso, é interessante ver o que Lisa Pontius, de 33 anos de Charleston, na Carolina do Sul (EUA), tem a dizer sobre a figura onipotente dos pais. Recentemente, ela publicou um vídeo no TikTok intitulado “As crianças não devem nada a seus pais”, que rapidamente atingiu mais de 5 milhões de visualizações.

No vídeo, Lisa responde a todas as pessoas que a criticaram por ter colocado limites em seu relacionamento com sua própria mãe e que a chamaram de “ingrata” por “não apreciar” tudo o que ela fez por ela.

Pontius se defendeu, comentando que os filhos “não devem aos pais uma determinada relação e, dependendo do pai, também não deveriam lhe dever respeito”, uma vez que o filho se torna adulto.

“O trabalho dos pais é sustentar seus filhos. É uma responsabilidade. Nem todos atendem às expectativas, mas isso é o mínimo absoluto, cuidar das necessidades físicas e financeiras de seus filhos (…) você não está amando ou sustentando seus filhos se for com a expectativa de que eles te obedecerão cegamente e farão tudo o que você quer quando se tornarem adultos”, disse Lisa no registro.

A mulher fecha o vídeo dizendo que crianças também são pessoas e que “elas não te devem nem o mínimo por você ter cuidado delas”. Em entrevista ao BuzzFeed , Pontius observou que é clara sobre esse assunto com seus filhos e que espera que, quando forem adultos, eles a admirem pelo relacionamento construído entre eles, mas não é uma garantia.

“Alguns pais crescem com medo e autoritarismo entre eles, e quem na vida adulta quer ter um relacionamento íntimo com um ditador ou alguém que o está manipulando emocionalmente? Vejo constantemente as mesmas mensagens em meus vídeos, de membros de gerações mais velhas que dizem que as crianças devem respeito aos pais, independentemente de como foram tratados, e acho que isso é ingênuo e irreal.”, comentou Lisa na entrevista ao BuzzFeed.

A mulher finaliza dizendo que o argumento “graças a mim você tem um teto para morar” é manipulador, já que criança não é colega de quarto, mas depende de você e é sua responsabilidade.

E você, concorda com ela?

Com informações de UPSOCL

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui