A ciência virou um assunto bastante popular no último ano. Em meio a uma situação inédita na nossa geração, muitas dúvidas aparecem em decorrência da pandemia e só ela pode trazer as respostas que tanto buscamos. Vários segmentos estão mobilizados neste período e o de pesquisa é um dos mais empenhados.

Ele é responsável, entre outras coisas, por produzir artigos científicos que trazem resposta técnica a todas as questões que ainda não solucionamos. A sua importância é enorme na ciência e se reflete na sociedade em geral porque é a partir de trabalhos assim que, em teoria, decisões são tomadas.

Um artigo científico pronto de qualidade é incontestável e ainda que a pandemia tenha muitas perguntas, algumas já possuem respostas.

Por que um artigo científico é importante?

Porque ele é um estudo que não leva em conta a opinião do autor. Pelo contrário, ele é baseado em dados técnicos obtidos através de bastante pesquisa. Como os resultados são conseguidos através do método científico, existe um processo rigoroso de passos e normas que devem ser obedecidas.

Tudo isso garante (quase sempre) um artigo científico de qualidade elevada e que é incontestável. Afinal, não dá para brigar com dados.

Qualquer estudo científico é um artigo científico?

Não. Qualquer estudo pode virar um artigo científico, mas há uma série de processos até chegar lá. Um trabalho só recebe esse título após passar por revisão por pares (ser revisto por outros cientistas da mesma área) e ser publicada em uma revista científica.

Sobre elas, existe uma escala que mede a qualidade de suas publicações. Ela é feita por um órgão independente e ajuda a qualificar a ciência. Existem revistas bem pouco conceituadas com artigos científicos que não são respeitados no meio da ciência por apresentarem vários problemas.

Mas, afinal, o que é um artigo científico?

É difícil explicar de forma resumida o que é um artigo científico porque existem inúmeros tipos, como estudo de caso, revisão da literatura, entre outros.

Este tipo de produção científica discute ideias através do método científico, com análise de dados, experimentação e vários outros processos até se obter um resultado, que pode ser positivo ou negativo.

Por isso é importante traçar um objetivo antes de começar a fazer um artigo científico para saber exatamente onde quer chegar. Dificilmente, um resultado obtido durante o processo, mesmo que seja contrário ao que se esperava, é descartado. Para a ciência, tudo é importante e ajuda a compreender questões de forma abrangente.

E o que é método científico?

O método científico é um conjunto de processos que validam um trabalho científico. Com o avanço das tecnologias e a universalização da informação, se fez necessário pensar em um conjunto de regras que permitissem que um trabalho no Brasil tivesse a mesma validade de um trabalho do outro lado do mundo.

Mais do que isso, o método científico impede que trabalhos de baixa qualidade, que não seguem padrões, tenham a mesma relevância de trabalhos que possuem alto nível. É uma maneira de barrar produções tendenciosas ou mentirosas, de certa forma.

Um artigo científico não é algo absoluto

Um artigo científico de qualidade é incontestável apenas tecnicamente, mas a ciência é baseada em questionar sempre o que conhecemos como verdade. Por isso, um estudo que hoje é aceito, amanhã pode não ser mais se novos resultados aparecerem. Isso é importante para entender que o mundo muda – e a ciência também.

E ela só muda porque alguém, um dia, fez um artigo científico que trouxe conteúdo para ser discutido. Por isso, eles são tão importantes, devem ser respeitados e jamais serem colocados na mesma “prateleira” de opiniões.

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui