Led Bradshaw é um ilustrador profissional da cidade de Nova York, desde pequeno, ele sempre foi apaixonado pelo universo das HQ’s. Mas, o que ele não esperava, é que sua profissão como ilustrador poderia ajudar seu filho, Jake.

Jake possui características do espectro autista, um transtorno de desenvolvimento grave que prejudica a capacidade de comunicação e de interação. Com o trabalho de seu pai, Jake consegue se comunicar melhor com sua família.

No mundo da imaginação e através da arte, pai e filho criaram um laço de amizade e cumplicidade que resultou na criação do primeiro super-herói afro-latino no espectro do autismo.

Imagem: Reprodução UOL

As características de Jake começaram a ser descobertas quando ele tinha apenas três anos. O pequeno tinha dificuldades para se relacionar com outras pessoas e para aprender coisas novas na escola. Assim, e com acompanhamento médico, Led recebeu a notícia de que seu filho possuía características do espectro autista.

Como isso faria parte da sua vida, o ilustrador começou a pesquisar vertentes relacionadas a arteterapia que poderiam ajudar o pequeno Jake. Ao incorporar atividades de desenho na rotina do filho, foram obtidos grandes avanços em seu desenvolvimento e em sua sociabilidade.

Imagem: Reprodução jakejetpulse.com

Assim, Jake entra diariamente em contato com sua própria criatividade. Seu pai então, criou uma atividade que envolvia imaginar e desenhar a si mesmo como um super-herói. Com o personagem pronto – chamado Jake Jetpulse -, Led desenhou alguns cartões com o filho super-herói executando ações que ilustravam as palavras que ele precisava aprender na escola.

“Havia Jake voando, correndo muito rápido, então ele aprendeu as palavras ‘correr’ e ‘pular'”, explicou Bradshaw em entrevista ao programa Today Show.

Imagem: Reprodução jakejetpulse.com

 

O menino ficou extremamente animado com as roupas de herói e com poderes especiais que ele havia recebido nos desenhos e, a partir daquele momento, era só sobre esse assunto que ele queria falar.

Hoje, assim como seu pai, Jake cria os personagens e tem ideias para as histórias, e Led os traz à vida por meio de suas ilustrações. “Ele é meu diretor de arte”, brincou o pai. “Ele me conta tudo o que quer, eu desenho e coloco nas histórias.”.

Imagem: Reprodução jakejetpulse.com

Led contou que seu filho está bem mais confiante e sociável depois que começou a viver esta experiência. “E é bom vê-lo feliz e envolvido – ele está realmente interessado em todo o processo”.

A história em quadrinhos já conta com uma série de cinco livros publicados, todos eles voltados a contar a história do super-herói em atividades educacionais que contribuem para o desenvolvimento de crianças autistas.

Com informações de UOL
Para saber mais sobre a HQ, acesse o site oficial.

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui