Paola Carosella é uma das chefes de cozinha mais conhecidas do Brasil. Ex-jurada do programa Masterchef Brasil, ela conquistou grande parte do público brasileiro com sua sutileza e carisma.

Paola é nascida em Buenos Aires, na Argentina, mas mora no Brasil desde 2001 e revelou o que deseja fazer após a naturalização: “Começamos o processo em 2019. Aí veio a pandemia, os documentos venceram e um não chegou. Em março entregamos a documentação completa. Quero votar.”

Carosella comenta, em entrevista para a Veja, que recebe muitas mensagens carinhosas em suas redes sociais. Mas, como consequência de seus constantes posicionamentos, também recebe muitos comentários negativos e ataques preconceituosos.

“Me mandar embora é a menor de todas as coisas. ‘Esse traveco tem de morrer’ é uma das coisas horríveis que escreveram e mostra a miséria humana”, disse.

A argentina contou que seu relacionamento com as redes sociais é confuso: “Às vezes estou muito revoltada e vou lá e falo uma coisa, aí depois vejo o que volta. De onde vem tanta raiva, de onde vem tanto ódio? Sei que eu tenho uma voz, que as pessoas me seguem e me escutam”.

Paola Carosella deixa a Band e pode apresentar programa no GNT - Revista  Menu

A chefe de cozinha também explicou o por quê de sua saída do “MasterChef”, e afirmou que comunicou sua decisão à Band no início de novembro, que a pediu para aguardar o retorno do presidente, Johnny Saad, que estava fora, para acertar os detalhes.

Paola listou três coisas que a levaram a deixar o programa: seus restaurantes, sua família e “o risco de entrar no piloto automático”.

A chefe ainda afirmou que os rumores de que estaria fechando um contrato com a Globo ou o canal pago GNT não são verdadeiros. “Não tem nada nesse sentido”, disse.

Com informações de UOL

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui