A história dessa mãe é emocionante. Seu nome é Rafaela dos Santos e ela foi mãe sem saber. Rafaela deu à luz a primeira filha enquanto estava intubada durante tratamento contra a Covid-19, na cidade de Campina Grande.

Devido ao seu estado clínico e a proteção do bebê, Rafaela só conheceu a filha pessoalmente um pouco mais de um mês depois do parto. Felizmente, neste domingo (9), a comemoração do Dia das Mães vai ser com as duas curadas e em casa.

Foto: TV Paraíba/Reprodução

Os seus primeiros sintomas da Covid-19 foram dor de cabeça, febre e dores no corpo. Ela conta que chegou a realizar testes do coronavírus, mas deram negativo. O vírus só foi detectado após uma tomografia, que mostrou a gravidade do quadro. Rafaela estava com mais de 50% do pulmão comprometido.

Assim, pouco tempo depois, foi transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e intubada. Durante a internação, a equipe médica administrou medicamentos que ajudariam caso acontecesse um parto prematuro.

Foto: Reprodução/Campina Grande

Rafaela então passou por uma cesariana aos sete meses de gestação, enquanto estava intubada. Por conta da anestesia da intubação, ela nem sentiu e nem sabia que a filha estava nascendo.

Segundo a obstetra responsável pela paciente, Melania Amorim, a decisão de interrupção foi médica. “A paciente estava sedada, sob efeitos de medicamentos e intubada e a gente indicou interromper a gravidez. Foi informado à família e realizado o parto”, disse.

Foto: Reprodução/Campina Grande

A mais nova integrante da família, Sofia Vitória, também passou um mês intubada após o seu nascimento. O encontro entre mãe e filha aconteceu após mais de 30 dias, pois Rafaela desenvolveu uma pneumonia e precisou voltar para UTI e ser intubada novamente.

Foto: Reprodução/Campina Grande

Sofia Vitória completou três meses nesta sexta-feira (7) e se recuperou bem.

“Fiquei muito feliz e emocionada de Deus ter me dado a vitória. Eu me lembro de quando eu estava intubada ouvia os médicos pedindo: ‘Rafaela, reaja, você é forte!’ E eu venci. Vou passar o dia das mães com ela, o meu milagre”, completa a mãe novata.

Foto: Reprodução/Campina Grande

Com informações de G1

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here