O acontecimento foi em Ilhéus, na Bahia. Um homem, que ainda não foi identificado, se recusou a receber a segunda dose da vacina CoronaVac e sua justificativa foi de que a responsável pela aplicação era negra.

O caso de racismo foi contra a estudante de enfermagem Thais Carvalho que já está em no último ano de seu curso, e aconteceu na segunda-feira (17) em um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Enfermeira voluntária relata que homem se negou a tomar vacina contra Covid-19 porque ela é negra — Foto: Reprodução / TV Santa Cruz
Enfermeira voluntária relata que homem se negou a tomar vacina contra Covid-19 porque ela é negra — Foto: Reprodução / TV Santa Cruz

“Eu não acreditei nas coisas que ouvi. Ele se recusou a ser vacinado por mim, porque sou negra. Isso tirou o meu chão, eu fiquei em estado de choque”, afirmou Thais em entrevista ao UOL.

Thais conta que o homem aguardava a aplicação da dose do lado de fora da unidade, sendo assim, ela perguntou se ele queria ser vacinado, e o homem lhe respondeu que não.

“Mas o filho dele fazia a ficha para ele receber a vacina. Então me abaixei para ficar na altura dele [o homem é cadeirante] e perguntei por que ele não queria ser vacinado. Ele me disse: ‘Você é negra’. Fiquei sem reação e saí”, relatou a estudante.

“Eu já tinha passado por outras situações de racismo na vida, com olhares preconceituosos, mas nada parecido com isso”, completou.

Após o ocorrido, a Prefeitura de Ilhéus, sob gestão de Mário Alexandre (PSD), divulgou uma nota de repúdio sobre o ocorrido. “Deixo a minha solidariedade a Thaís. Atitudes como essa são inaceitáveis em um país cuja maioria da população é autodeclarada negra”, comentou.

“Infelizmente, ainda nos deparamos com comportamentos mesquinhos, que humilham as pessoas. Mas não vamos parar de lutar por uma sociedade justa e igualitária, combatendo qualquer tipo de violência e crimes de ódio e discriminação”, completou o prefeito.

Com informações de Revista Fórum

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui