Com apenas 8 anos, a pequena Clara Larchete, que mora na cidade de São Paulo, tem feito sucesso nas redes sociais ao compartilhar releituras de retratos de mulheres inspiradoras.

Entre as mulheres que inspiram Clara estão: Michele Obama, Marielle Franco, Taís Araújo e Frida Kahlo que já foram homenageadas pela menina, com a ajuda de sua mãe Daiane Braz.

“Além de ter nos aproximado ainda mais, esse projeto é uma oportunidade para aprender e ensinar a ela sobre essas grandes figuras, conversando sobre a vida delas, a contribuição que deram a sociedade ou suas lutas atuais”, conta Daiane sobre os momentos com a filha.

As releituras fotográficas feitas pelas duas recebem milhares de curtidas e centenas de elogios no Instagram, justamente pela perfeição das fotos e preocupação com semelhança dos retratos originais. Além disso, a expressividade de Clara também chama a atenção nas fotos.

À esquerda, a escritora brasileira Maria da Conceição Evaristo de Brito e, à direita, a releitura feita por Clara Larchete, 8, e a mãe Daiane (Foto: Reprodução Instagram)
À esquerda, a escritora brasileira Maria da Conceição Evaristo de Brito e, à direita, a releitura feita por Clara Larchete, 8, e a mãe Daiane Foto: Reprodução Instagram @clarinha_larchete

O projeto, a princípio era uma tarefa da escola, proposta pela professora de artes no ano passado. “A educadora sugeriu que os alunos fizessem uma releitura, poderia ser de um quadro, vídeo ou foto e resolvemos recriar o autorretrato da Tarsila do Amaral. Eu e Clarinha gostamos tanto do resultado que decidi compartilhar nas redes sociais com um breve texto sobre essa artista brasileira. O retorno das pessoas foi incrível e decidimos continuar com as releituras porque, além de gostarmos e aprendermos muito com o processo, podemos compartilhar um pouco desse conhecimento através das postagens”, conta Daiane sobre o processo inicial.

Clara é a principal peça desses retratos e participa de todas as etapas da produção, desde a escolha da foto original, passando pela adaptação do figurino e a montagem do cenário, até o posicionamento da câmera. “Ela tem uma personalidade muito forte e ama todo o processo”, conta a orgulhosa mãe. “Muitas vezes é ela quem encontra soluções criativas para fazer a releitura funcionar com os materiais e roupas que temos disponíveis em casa”.

Clara e Daiane já recriaram mais de 15 retratos de mulheres inspiradoras e não pretendem parar tão cedo. “Vou continuar ajudando a Clarinha com as releituras até quando ela quiser. É muito legal ver que ela tem essas grandes mulheres para se inspirar, o que era mais raro quando eu era criança por exemplo. Muitas delas já existiam, mas o acesso às informações sobre a vida, trabalho e conquistas delas era muito difícil. Ainda temos muito que avançar na questão da representatividade, mas acredito que o que já conquistamos fará toda a diferença para essa nova geração”, completa Daiane.

Confira algumas releituras feitas por Clara e Daiane:

Releitura de retrato da jornalista, professora e política brasileira Antonieta de Barros feita por Clarinha e a mãe Foto: Reprodução Instagram @clarinha_larchete
O quadro retratando a líder quilombola Tereza de Benguela foi usado como original em uma das releituras de Clara Foto: Reprodução Instagram
@clarinha_larchete

 

A atriz Taís Araújo também teve um de seus retratos recriados por Clara (Foto: Reprodução Instagram)
O retrato da ativista Marielle Frando foi usado como base para uma das releituras (Foto: Reprodução Instagram)

 

A ex-primeira dama dos Estados Unidos Michelle Obama é uma das mulheres que inspira a pequena Clarinha (Foto: Reprodução Instagram)
O retrato da artista mexicana Frida Kahlo também inspirou uma das postagens (Foto: Reprodução Instagram)

 

A releitura do autorretrato de Tarsila do Amaral foi a primeira feita por Clara e a mãe (Foto: Reprodução Instagram)
A jornalista Maju Coutinho é uma das fontes de inspiração da menina (Foto: Reprodução Instagram)

 

 

Com informações de Revista Crescer – Globo

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui