A jovem Érika tem apenas 12 anos, mas uma maturidade de dar inveja para muitos adultos! Partiu dela a ideia de criar uma escola em barraco de taipa, para que outras crianças da sua comunidade pudessem continuar os estudos durante a pandemia.

Felizmente, o amor envolvido no projeto foi tanto que acabou chegando em quem podia a ajudar. Sensibilizado com o projeto de Érika, o governo anunciou que vai construir uma escola de verdade no local em vez dela permanecer um barro e ainda vai ajudar a família da menina, que ganha o sustento do lixão. Érika ainda conseguiu arrecadar cerca de R$ 150 mil numa vaquinha online.

No barro não há nada escrito, além da frase impactante escrita numa placa: “Toda criança tem o direito de estudar”.

Chamada de Escolinha Esperança, o barro fica em uma ocupação irregular no município de Coelho Neto, localizado no interior do Maranhão.

Érika dá aulas para alunos que ficaram sem ter como estudar desde o início da pandemia porque tinham acesso à internet.

Érika conta que começou a coletar tudo o que poderia servir de material para construção da escolinha. Além dos itens que a mãe e a irmã da menina conseguiram pegar em um lixão próximo da casa deles, a comunidade também ajudou doando livros usados, móveis e restos de lápis.

“Pensei em criar a escolinha porque vi que muitas crianças estavam sem ter aulas, vi que meus colegas estavam tristes”, contou a jovem.

Sobre a ajuda do governo após saber da história de Érika, o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, falou a respeito de uma escola real no local:

“A história dela inspirou. Nós iremos implantar o programa Escola Digna na comunidade dela, em parceria com a Prefeitura. Um espaço lúdico, de leitura, com sala de aula, para que ela possa continuar desenvolvendo isso que é uma vocação, que é um sonho”.

Abaixo você confere a história completa de Érika e como tudo começou:

Com informações Brasil de Fato
Foto: Neyara Pinheiro

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here