A determinação e a força de uma mãe é algo que realmente não dá pra medir. É amor inexplicável. Essa mãe filipina queria muito que o filho tivesse um futuro diferente do seu, já que ele nunca conseguiu estudar. Durante 20 anos, ela trabalhou 12 horas por dia com o único objetivo: pagar os estudos do filho.

Nenita Ronquillo, de 57 anos, é mãe solteira. Como o seu salário como vendedora de bolsas e malas não era suficiente na época, ela começou a vender peixes em um mercado na cidade de Manila, nas Filipinas, para complementar a renda.

Nenita ganhava aproximadamente R$ 100,00 por dia e guardava boa parte desse valor para investir no sonho do filho que era ser médico.

E o final dessa história é o mais feliz possível!

Nenina sempre acreditou que a educação é a única forma garantida de sair da situação de pobreza. Ela fez de tudo para que o filho, John Nico Ronquillo, tivesse acesso à uma educação de qualidade, mesmo que isso significasse trabalhar por várias horas em tempo algum para relaxar.

O filho, obviamente também fez a parte dele se dedicando aos estudos para compensar os sacrifícios da mãe.

Ele além cursar medicina, se formou de maneira louvável na universidade.

Hoje, John trabalha na linha de frente para ajudar nessa situação caótica de saúde que vivemos no mundo.

Hoje Nenina ainda trabalha vendendo bolsas e malas, mas agora ela não é funcionária, ela é a dona do local.

Com informações Pais & Filhos e Upsocl
Foto: reprodução Upsol

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here