Cientistas da Coréia da Sul comprovaram, através de um estudo, que o ginseng vermelho pode ser usado contra a metástase do câncer de pulmão.

O estudo foi publicado no jornal científico Pub Med, e mostra que os componentes do ginseng – RK1 e Rg5 – possuem efeitos que inibem que o câncer se espalhe.

O ginseng já é usado há milênios, principalmente na medicina tradicional chinesa, mas a composição e a atividade do ginseng vermelho agora podem ser potencializadas, dependendo do método de processamento que ele será usado.

No caso, o cientista Hyunhee Kim e seus colegas do Korea Institute of Science and Technology – KIST – conseguiram desenvolveram um novo método de processamento de micro-ondas que aumenta em aproximadamente 20 vezes a concentração dos três principais componentes ativos do ginseng vermelho – Rg3, Rk1 e Rg5.

Segundo os cientistas, o método de processamento de micro-ondas, que eles batizaram de KMxG, faz o ginseng vermelho ser eficaz contra o câncer de próstata, câncer cervical e até o câncer de pele, tendo ainda efeitos protetores contra danos renais induzidos pelo uso de drogas.

Os cientistas agora ampliaram estudo para casos específicos de câncer de pulmão, que é geralmente fatal na maior parte dos casos, mostrando que a substância não apenas ataca o tumor contido no pulmão, mas também impede que ele se espalhe.

“Embora já se tenha demonstrado que os componentes do ginseng vermelho matam células cancerosas, este estudo provou que esses componentes do ginseng vermelho têm outros efeitos anticâncer e podem inibir a metástase do câncer de pulmão. Isso fornece evidências científicas que podem levar ao desenvolvimento futuro de medicamentos anticâncer, drogas contra o câncer derivadas de produtos naturais,” explicou Dr. Jungyeob Ham.

Com informações Diário da Saúde
Foto: EurekaAlert

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui