Uma fazenda urbana cultivada em Paraisópolis, São Paulo, tem dado um apoio surpreendente e ajudado a levar alimento às famílias da comunidade. É um verdadeiro exemplo de trabalho conjunto.

Com o nome AgroFavela Refazenda, o espaço foi instalado em outubro de 2020, sendo idealizado pelo Instituto Stop Hunger Brasil junto do G10 Favelas.

Em apenas 2 meses de cultivo, quase 300 quilos de hortaliças já foram colhidos da fazenda. A notícia fica ainda mais maravilhosa porque toda essa quantidade de alimentos foi integralmente doada aos moradores e ao projeto Mãos de Maria – responsável por produzir quentinhas para a famílias carentes.

A AgroFavela Refazenda ajudou diretamente mais de mil pessoas, além de outras 5.045 que beneficiadas indiretamente.

O projeto entrega gratuitamente mudas, além de capacitar mulheres para o cultivo de hortaliças em suas casas, gerando assim mais oportunidades de trabalho e uma renda extra necessária em tempos de pandemia por meio da venda de parte da produção.

Andreia Dutra, presidente do Instituto Stop Hunger no Brasil, é defensora que a horta comunitária também ajuda a disseminar o conceito de fazendas urbanas no contexto de diversas comunidades carentes, assim como acontece em Paraisópolis.

Com informações Facebook AgroFavela Refazenda
Foto: reprodução Facebook Paraisópolis

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui