vai doer e talvez seja com esse intuito que afirmo as palavras acima. porque eu, você e muitas pessoas estão mais preocupadas em projetar as suas ausências em alguém do que reparar no seu interior, do que procurar ressignificar o que se sente, pensa e constrói.

conversar consigo na sua inteireza é uma coragem que não se vê todos os dias. abrir mão do comodismo emocional e questionar ações, sentimentos e até escolhas erradas é necessário um ato de coragem e maturidade totalmente fora da caixa. porque ninguém é perfeição, apesar de acreditarmos nesse relacionamento enfeitado do saudável do correto e tradicional.

por essas e outras que o autocuidado é tão importante nesses desencontros diários. são oportunidades de, independente de acreditar ou não em cura, de buscar a minha melhor versão, mesmo o dia sendo um caco.

hoje me perguntaram se valia a pena continuar transbordando, que não deveria existir falta, o peso de querer e não ter mais por perto quem você sempre quis. mas de novo, projeções. podemos ser condicionados ao não se encontrar, mas a verdade é que somos capazes de tudo, inclusive de nos encontramos.

autocuidado é a minha lei. autocuidado é a minha chance de ser verdadeiramente feliz.

Imagem de capa: bruce mars via Unplash

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



"Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro"

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui