A vacina russa Sputnik V demonstrou, na terceira e última do estudo clínico, a eficácia de 91,6% contra o novo coronavírus, sendo que a proteção contra os quadros moderado e grave chegou a 100%. Tudo isso com o aval de uma das revistas científicas mais conceituadas do mundo, a The Lancet, que publicou os resultados do estudo na última terça, dia 2.

O imunizante, que é o usado na Argentina, por exemplo, e foi desenvolvido pelo instituto Gamaleya, também está sendo produzido aqui no Brasil na fábrica da União Química, na capital nacional e a empresa tenta a aprovação para uso da vacina no país, que precisa ser autorizada pela Anvisa.

“Um dos avanços mais importantes da terceira fase é que esse fármaco demonstrou a mesma eficácia em todas as faixas etárias”, disse o diretor do Instituto Gamaleya, Alexander Ginsburg, numa coletiva de imprensa virtual para anunciar os resultados do estudo.

O diretor-geral do Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF, sigla em inglês), Kirill Dmitriev, rebateu as críticas contra vacina e disse que ela é sim a melhor do mundo atualmente: “Apesar de tantas informações falsas e tentativas de criar dúvidas sobre a eficácia da vacina, o Instituto trabalhou e provou que a Sputnik V é a melhor do mundo”, disse na entrevista virtual.

Os cientistas ligados à The Lancet avaliaram os resultados da fase 3 do estudo clínico do imunizante aplicado em duas doses, dadas em intervalos de 21 dias. Ao todo, quase 20 mil voluntários participaram do estudo.

A maioria dos eventos colaterais da vacina foram considerados leves pelos cientistas ligados à revista.

A Sputnik V já está registrada em 16 países, dentre eles a Rússia, Bielo-Rússia, Sérvia, Argentina, Bolívia, Argélia, Palestina, Venezuela, Paraguai, Turcomenistão, Hungria, Emirados Árabes Unidos, Irã, República da Guiné, Tunísia e Armênia.

Com informações Metrópoles
Foto: Mariano Gabriel Sanchez / Anadolu Agency / Getty Images

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here