Uma excelente notícia na nossa luta contra essa pandemia global. Foi divulgado que a vacina da Johnson & Johnson apresentou mais uma vantagem: além de imunizar com apenas uma única dose ela também não precisa de refrigeração abaixo de zero.

A notícia é esperançosa porque isso torna a sua distribuição mais fácil, segundo o infectologista Renato Kfouri, diretor da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações) e também membro do Comitê Técnico Assessor do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde do Brasil.

“A grande vantagem é ser uma vacina de dose única, o que permite imunizar o dobro de pessoas”, acrescentou.

A vacina da J&J está na terceira e última fase de testes no país, com 7.560 voluntários.

A empresa já recebeu da Anvisa a Certificação de Boas Práticas de Fabricação. O documento é um dos vários dos exigidos para o pedido de uso emergencial ou para o registro oficial da vacina no Brasil.

Contudo, a Johnson & Johnson ainda não entrou com nenhuma das solicitações na Anvisa.

A a empresa ainda anunciou que a vacina foi 72% eficaz na prevenção da doença nos Estados Unidos e alcançou uma taxa de eficácia global na faixa dos 66%, contando com testes realizado em três continentes e já levando em consideração as múltiplas variantes do vírus.

Com informações R7
Foto: Dado Ruvic/Reuters

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here