Após testes bem sucedidos em ratos de laboratório, que demonstrou interromper completamente a proteína responsável pela doença, o próximo passo será iniciar os testes em humanos e, se funcionar, o mundo terá sua primeira vacina contra Alzheimer na próxima década.

Sem dúvida, uma das preocupações que existem para os mais idosos e suas famílias são as doenças neurodegenerativas, tais como o Alzheimer, considerado o mal silencioso que acaba destruindo muitas vidas. É por isso que há anos a medicina tenta encontrar a cura para pra essa doença tão indesejada e pode-se dizer que enfim cientistas parecem ter encontrado a resposta.

Cientistas do mundo todo vinham pesquisando uma forma de combater o Alzheimer, e junto de pesquisadores da Universidade da Califórnia, anunciaram a publicação de um estudo sobre uma vacina que pode ser efetiva, tanto que os testes em humanos começaram dentro de um ano, após resultados positivos realizados em ratos de laboratário.

Os resultados, já publicados na revista Alzheimer’s Research & Therapy, relatam que os camundongos foram injetados com a vacina para eliminar o acúmulo das proteínas amilóide e tau, que são diretamente responsáveis ​​pela neurodegeneração, obtendo, como efeito, que a patologia em seus cérebros simplesmente fosse interrompida.

O endocrinologista por trás da vacina, Nikolai Petrovsky, disse ao canal ABC que os testes renderam ótimos e esperançosos resultados, esperando que o próximo passo seja a aplicação em humanos nos próximos meses, tão logo o problema da pandemia seja controlado.

“É um momento empolgante para começar a nova década e, esperançosamente, este é o grande avanço da próxima década, se pudermos fazê-lo funcionar em testes em humanos.”, disse ao canal.

Petrovsky ainda afirmou que a vacina seria por muitos anos o melhor tratamento que a humanidade pode ter para combater o Alzheimer, sobretudo quando comparado com os medicamentos existentes que por enquanto só ajudam a retardar a doença, e mesmo assim sem garantia total de que aconteça.

Com informações ABC
Foto: Istockphoto

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. Minha tia morreu com Alzheimer muito rápido quando foi internada em uma clínica para idosos. Minha mãe está com Alzheimer desde 2004 e vai fazer 92 anos. Consegui retardar bastante essa doença substituindo os remédios para Alzheimer substituindo-os por suplementos como a Vitamina B3, B12, Ômega 3,6,9 com EPA-DHA, Magnésio L Treonato, Ácido Fólico, Magnésio Dimalato, etc. Retirei o açúcar branco porque o Alzheimer vem sendo considerado como Diabete Tipo 3, tirei carboidratos, estou usando o Protocolo americano que aprendi com o neuro-cientista Dr. Nelson Annunciato em que ele ensinou uma receita natural e cadeira que usa na mãe dele: Óleo de Côco Copra (com sabor de côco por ser mais natural) + pimenta preta moída + Curry + Sal Rosa do himalaia. Compro o óleo de côco em vidro de 250 ml, tiro o dosador abaixo da tampa, ponho um funil para moer a pimenta preta, o Curry e o sal rosa do himalaia. Fecho com o bico dosador e a tampa. Uso como se fosse um azeite na batata doce, inhame, batata baroa cozidos no vapor. Fica uma delícia. Pode também adicionar no aipim cozido para substituir o pão. Uso bastante água de côco, e muitas outras dicas. E minha mãe não usa há mais de 4 snos aqueles remédios para Alzheimer com sérios efeitos colaterais e até o neurologista dela ficou surpreso. NÃO USO óleos de soja nem de Canola, só óleo de côco por ser triglicérides de cadeia média, uma gordura boa para o cérebro. Tenho muitas outras dicas. Fiz até um grupo no WhatsApp “ALZHEIMER 360” onde compartilhamos vídeos de neurologistas , neuro-cientistas e outros médicos falando sobre o tema. Mas o que eu gostaria de fazer é o teste para saber se tenho o Gene APOE 2, APOE 3 ou APOE 4 para saber se tenho a predisposição para o Alzheimer e se esse exame é feito no Rio de Janeiro. Gostaria muito de fazer esse teste e me disponho a tomar essa vacina para impedir a formação das proteínas beta-amilóide e a Proteína Tau que se acumulam nas extremidades dos neurônios impedindo as sinapses entre eles. Se souberem, pode enviar-me e-mail para najla.erika53@gmail.com Sou do Rio de Janeiro /RJ

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here