Um brasileiro que está desempregado há 11 meses – a triste realidade do nosso país – e caminhava 25 km para entregar currículos, por falta de dinheiro de passagem, recebeu mais de 200 ofertas de trabalho depois de um post, feito por uma psicóloga que ele conheceu na rua e decidiu contar a sua história, que foi parar nas redes sociais dela e viralizou.

Esse lindo gesto de empatia e solidariedade partiu da psícologa Ranaruza Costa, que ficou sensibilizada com a resiliência e esforço de Wladmir Rodrigues para arrumar emprego nesses tempos difíceis em que vivemos.

O homem de 57 anos faz longas caminhadas todos os dias, às sem se alimentar, para encontrar um trabalho em empresas de Natal e da região metropolitana do Rio Grande do Norte.

Felizmente, após sua história ser compartilhada no Instagram pela Ranaruza, isso na última quarta, 3, Wladmir recebeu mais de ofertas de 200 entrevistas de emprego.

“Muitas pessoas estão oferecendo ajuda, mas o que eu só quero mesmo um trabalho”, disse Wladmir ao G1.

Natural do Rio de Janeiro, Wladmir ainda conta que mora há 28 anos no Rio Grande do Norte. Em Natal, trabalhou 18 anos como maqueiro em um hospital que acabou fechando em 2016. Ele diz que até hoje tenta receber os direitos trabalhistas do antigo trabalho.

“Fiquei trabalhando com bicos na construção civil, mas com a pandemia, ficou mais difícil. Passei 11 meses sem trabalhar e fui despejado da casa onde estava. Outra pessoa me ajudou alugando um a casa onde estou há poucos dias sem eu precisar depositar nenhum valor”, contou.

Ranaruza postou a história de Wladmir nas redes sociais com uma foto do currículo e se surpreendeu com o resultado obtido:

“Eu achava que só meus amigos iam compartilhar, mas ganhou uma repercussão muito grande”, contou feliz a psicóloga.

Além de quase milhares de curtidas e centenas de comentários no perfil da psicóloga – até esta segunda, 8 – a imagem foi compartilhada por outras páginas e sites da internet. Somente em uma delas, o post teve mais mais de 100 mil curtidads.

“Já recebi ligações de desembargadores de justiça e até de famosos, como o Gusttavo Lima. Muitas pessoas estão oferecendo ajuda, perguntando do que eu preciso, mas o que eu quero mesmo é um trabalho”, disse.

Emocionada pela repercussão, a psicóloga disse que espera que as oportunidades também se revertam para outras pessoas desempregadas que estão na mesma situação difícil que Wladmir.

“Só fiz o que acho que qualquer pessoa faria e, por isso, não esperava tanta repercussão. Se agora ele está com tantas oportunidades, espero que quando ele tiver em um emprego essas outras vagas que surgiram também fiquem abertas para tantas pessoas que estão desempregadas”, concluiu.

Veja a publicação da psicóloa na rede social:

Com informações G1
Fotos: reprodução / Instagram

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui