A Índia, um dos países mais populosos do mundo, mostrou que soube fazer a lição de casa e conseguiu derrubar de 100 mil para apenas 11 mil o número diário de novos casos de Covid-19 no país. Nas últimas três semanas a queda foi de 20%, o que deixou especialistas impressionados.

Os especialistas ficaram surpresos com a notícia porque quando a pandemia se espalhou no país, chegaram a existir temores reais de que afundaria o frágil sistema de saúde do segundo país mais populoso do mundo. A Índia já computou 11 milhões de casos, e mais de 155 mil mortes.

Contudo, as infecções na Índia começaram a despencar em setembro do ano passado, e agora o país está relatando uma queda de quase 90% nos casos diários, quando comparado com a época de pico, isso em todo o território nacional. Mas nada disso se trata de queda no número de testes.

A procura nos hospitais do país diminuiu nas últimas semanas, mais um fator positivo para essa queda de casos.

Quando foram registrados 9 milhões de casos em novembro, os hospitais de Nova Delhi por exemplo, ficaram lotados, com quase 90% de dos leitos de UTI ocupados. Na última quinta-feira, apenas 16% desses leitos estavam ocupados.

O governo indiano acredita a queda aconteceu, em parte, pela conscientização da população sobre o uso de máscara, que se tornou obrigatório em público no país, com uma alta multa para quem descumprir em certas cidades – e quando dói no bolso as pessoas respeitam, infelizmente.

Outra explicação dada pelo governo indiano seria que algumas áreas teriam alcançado a imunidade de rebanho. Seriam pessoas que desenvolveram imunidade ao novo coronavírus, ao adoecerem ou serem vacinadas, conforme explicou Vineeta Bal, responsável por estudar o sistema imunológico no Instituto Nacional de Imunologia da Índia.

Uma pesquisa do governo também aponta outro possível motivo pra queda de casos: mais pessoas foram infectadas nas cidades da Índia do que em vilarejos e que o vírus estava se movendo mais lentamente pelo interior do país, pela área rural.

“As áreas rurais têm menor densidade de aglomeração, as pessoas trabalham mais em espaços abertos e as casas são muito mais ventiladas”, declarou Srinath Reddy, presidente da Fundação de Saúde Pública da Índia.

Que boa notícia!

Com informações do Correio Braziliense/AgênciaEstado
Foto: Manish Swarup/AP

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here