Você até pode tentar jogar a culpa de você ser totalmente azarada em qualquer coisa que você ver pela frente. Você pode culpar o karma, o tempo, seus pais, o seu emprego que vc não ama, a sua vida difícil e miserável.

A questão é: você tem feito exatamente o quê para mudar a sua vida ?

Se vitimizar é a nova moda atual.

E se vitimizar não é ruim não, quem fala que é ruim, é hipócrita. Claro que é bom não ser responsável pelas péssimas escolhas pessoais. Óbvio que é uma delícia colocar sempre a culpa no outro. Chorar quando não devia. Dizer que não vai comprar uma peça de roupa só porque as modelos não te representam.

Se vitimizar fosse realmente ruim, crianças não chorariam ou fariam pirraça.

É bom sim.

Só é RIDÍCULO

É ridículo colocar a culpa no outro porque sua vida tá um caos. O empresário não tem culpa por ele ter grana, você que tem por não ter coragem de tirar a bunda do sofá. As lojas não tem culpa por vender mais peças pra gente que veste 38, 40. É você quem não aguenta fechar a boca. Não é culpa do universo se você não tem emprego, a culpa é toda sua que gasta seu tempo vendo só porcaria na internet ao invés de FAZER ACONTECER. Não é culpa do outro te fazer sofrer, a culpa é sua se qualquer coisinha é capaz de te derrubar.

A vida é cruel
A vida é carregada de dor
Você vai sofrer
Você vai gemer
Não nascemos para sermos felizes, a gente fica feliz e triste, feliz de novo e triste de novo.

E preste atenção: ESTÁ TUDO BEM.

Parem de ficar o tempo todo culpando o mundo, culpe você e mude !!!

Photo by Brooke Cagle on Unsplash

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




Déborah Izy
Taurina, cerveja, ler, escrever, barzinhos, cinema, séries, filmes, super heróis, e amante da vida, acredito fielmente no amor. Gerencio a página em meu nome no Facebook: Déborah Izy. Espero que gostem e se identifiquem.

1 COMENTÁRIO

  1. Não concordei com a parte que você falou de que não é culpa do outro te fazer sofrer, é sua se qualquer coisinha te derruba. De fato, muitos fazem outros sofrer e tem sua culpa sim. Se bem que o que importa é o que eu vou fazer com isso, se vou permitir que o outro continue fazendo-o. Também é minha responsabilidade. Agora essa questão que você abordou de vitimismo. Estou super de acordo. Não concordo com essas militâncias por aí: Apropriação cultural, militância para obesos…Gente, ser obeso e ter extremo sobrepeso não é saudável e nem deve ser valorizado. E sério, o difícil mesmo é lutar para ter saúde e força física. Difícil mesmo é acordar todo dia de manhã cedinho, estudar até tarde, estar atenta as oportunidades da vida. Difícil mesmo é ter paciência e gerenciar a carência para não se envolver com qualquer um por aí.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here