O coração artificial produzido pela empresa francesa Carmat finalmente ganhou a certificação da União Europeia e poderá será comercializado. Milhares de vidas poderão ser salvas.

O dispositivo artificial será basicamente para o transplante de pacientes que sofrem de insuficiência cardíaca irreversível, já em fase terminal.

A empresa planeja aumentar a produção para permitir o lançamento do dispositivo logo no segundo semestre deste ano.

O coração artificial veio da combinação da experiência do cirurgião cardíaco Alain Carpentier, que foi pioneiro no reparo da válvula mitral e inventou as válvulas cardíacas Carpentier-Edwards, e a tecnologia da empresa aeroespacial Matra Défense, pertencente ao Grupo Airbus.

A Carmat conseguiu a certificação após 10 anos de constante desenvolvimento e testes do dispositivo, segundo informações da CEO da empresa, Stephane Piat.

“É um recorde, dada a complexidade de um dispositivo deste tipo. Agora temos que trabalhar com médicos e centros de saúde para oferecer nossa terapia e temos que encontrar pacientes. A fase de produção será delicada”, disse.

QUE NOTÍCIA MARAVILHOSA PRA MEDICINA!

Com informações BioWorld
Foto: Carmat

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



"Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro"

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui